Toyota Bandeirante Picape a venda

R$ 18.000
Manoel
Belo Horizonte (MG)

Toyota Bandeirante Picape novo ou usado

O Toyota Bandeirante foi um modelo de carro construído no segmento de picapes que ajudou a tornar popular este tipo de veículo no mercado brasileiro. Trata-se de um carro que já foi lançado com tração nas quatro rodas pela sua montadora japonesa, com opções de carroceria tanto no formato de jipe curto quanto também de jipe longo.

Uma das principais características deste modelo quando comparado com outros concorrentes era o fato de que o Bandeirante realmente tinha sido feito para durar. Inclusive no próprio manual do carro que era distribuído para os consumidores constava a seguinte frase: “O Toyota Bandeirante foi construído para durar longos anos produzindo lucros para seu proprietário.”

Os números oficiais nunca foram confirmados, mas este modelo acabou adquirindo a fala de conseguir rodar 1 milhão de quilômetros sem que os seus donos precisassem sequer abrir o motor. E o próprio nome queria afirmar o conceito de que este era um carro construído para encarar qualquer tipo de desafio.

Venda no Brasil

As primeiras unidades do Bandeirante começaram a ser vendidas no Brasil no início dos anos 50. O modelo chegava por aqui sendo importado e montado pela Alpagra. Mas no ano de 1958 a Toyota do Brasil começou a montar o carro em CKD, com as peças vindas prontas do exterior e acontecendo por aqui apenas a finalização do veículo em si. Nesta primeira fase do carro o seu motor era um seis-cilindros a gasolina, substituído três anos depois pelo diesel Mercedes-Benz OM-324.

O ano de 1962 foi importante para o modelo, pois a montadora decidiu trazer o carro definitivamente para o Brasil, com todo o seu processo de produção acontecendo por aqui.

Bruto

O carro tinha uma aparência mais bruta do que aquele que poderia ser considerado como o seu principal concorrente no mercado na época, o jipe Willys. O design exibia a austeridade de um carro que tinha que realmente passar a imagem de algo resistente.

Com o passar dos anos o carro foi ganhando algumas novidades referente a sua mecânica, mas mantendo sempre as suas linhas e também o seu design. O modelo ganhou um novo câmbio a partir do ano de 1980, que trazia uma segunda marcha mais longa e uma primeira incorporada ao uso urbano.

Já no ano de 1994 o carro ganhou um motor importado, uma evolução em relação ao OM-364, adotado desde o fim da década de 80. Mais potente que o Mercedes-Benz (96 cavalos a 3400 rpm, ante 90 cavalos a 2800 rpm).

Ordenar resultados

Acesse sua conta

Vá mais rápido usando sua rede social favorita:

    Usar o Google+


Ou acesse com seu e-mail:


Não tem cadastro? Crie uma Conta gratuitamente


Lojistas e Concessionários, acesse Central do Revendedor