Honda Fit em Santo André (SP)

Nenhum resultado :(

Infelizmente não localizamos ofertas para sua busca.
Mas temos outros modelos de Minivans / Monovolumes. Te interessa?

Outros modelos de Minivans / Monovolumes

Infelizmente não localizamos anúncios para Santo André. Exibindo ofertas em São Paulo.
Chevrolet Spin LTZ 7S 1.8 (Flex)
  • 2013/2014 •
  • 96.000 km
  • • Prata
R$ 42.500
Jackeline
Natal (RN)
Chevrolet Spin LTZ 7S 1.8 (Flex) (Aut)
  • 2015/2015 •
  • 79 km
  • • Branco
R$ 42.000
Patricia
São Paulo (SP)
Honda Fit LXL 1.4 (flex)
  • 2010/2010 •
  • 128.500 km
  • • Cinza
R$ 28.500
Marlon
Cachoeiro de Itapemirim (ES)
Fiat Idea Adventure Locker 1.8 (Flex)
  • 2008/2009 •
  • 150 km
  • • Verde
R$ 23.000
Hernanis
Campinas (SP)
Chevrolet Spin LTZ 7S 1.8 (Aut) (Flex)
  • 2014/2014 •
  • 55.000 km
  • • Cinza
R$ 42.500
Louraliz
Araraquara (SP)
Honda Fit LX 1.4 (flex)
  • 2010/2011 •
  • 160.000 km
  • • Cinza
R$ 29.300
Cleber
Aparecida de Goiânia (GO)
Fiat Doblò ELX 1.8 8V (Flex)
  • 2006/2007 •
  • 1.570.000 km
  • • Prata
R$ 24.000
João
Santa Maria (RS)
Fiat Doblò EX 1.3 16V Fire
  • 2003/2003 •
  • Azul
R$ 21.000
Cascavel (PR)
Nissan Livina S 1.6 16V (flex)
  • 2010/2011 •
  • 71.000 km
  • • Preto
R$ 21.000
Arthur
Recife (PE)

Honda Fit novo ou usado

O Fit foi a grande aposta inicial da Honda no mercado brasileiro automobilístico. Anteriormente a montadora era mais conhecida pelas motos que vendia, sendo que várias se tornaram líderes em seus segmentos. Mas com o lançamento de carros a empresa passou a se tornar reconhecida também pelos modelos sobre quatro rodas.

Espaçoso e moderno

A primeira geração do Honda Fit foi lançada oficialmente no mercado brasileiro no ano de 2003. O carro chamou a atenção por alguns diferenciais que tinha em relação aos competidores diretos. O carro conseguia ser bem espaçoso, além de apresentar linhas modernas e diversos itens de série.

Na ocasião do seu lançamento no Brasil, o Fit havia sido disponibilizado em duas versões diferentes: LX e LXL. Em relação as opções de motores que o carro disponibilizava para os seus consumidores, nas duas versões a Honda optou por instalar o mesmo motor: um 1.4 de 80 cv de potência. As principais mudanças que eram feitas entre as versões estavam relacionadas a transmissão: uma tinha o câmbio manual de cinco marchas e outra o câmbio automático CVT I.

Outro diferencial do carro que chamou a atenção especialmente para aqueles que tinham famílias maiores estava no seu sistema de rebatimento do banco traseiro, chamado de (Utility, Long e Tall). Ele permitia a escolha entre 10 configurações diferentes dos assentos, o que permitia que fossem transportados diversos tipos de itens.

Segunda geração

No ano de 2008 a Honda apresentou no Salão do Automóvel de SP a nova geração do Fit, que passou a se chamar New Fit. O carro era completamente inspirado na geração mais recente do Civic, e já foi lançado com quatro versões diferentes: LX e LXL ambas com motor 1.4) e EX e EXL (as duas 1.5).

Os próprios motores dos carros eram considerados como grandes diferenciais para a segunda geração, uma vez que pertenciam a família i-VTEC. Além disso, a montadora também passava a oferecer o câmbio automático convencional no lugar da caixa CVT, que era oferecida na primeira geração do carro.

Atualmente

Atualmente a Honda comercializa no mercado brasileiro a terceira geração do seu Fit. O modelo passou por uma grande reforma, que alterou profundamente o seu visual. Na ocasião do seu lançamento, a montadora anunciou somente uma versão, com motor 1.5 flex e a volta da transmissão CVT.

Acesse sua conta

Vá mais rápido usando sua rede social favorita:

    Usar o Google+


Ou acesse com seu e-mail:


Não tem cadastro? Crie uma Conta gratuitamente


Lojistas e Concessionários, acesse Central do Revendedor