O Dodge e Challenger R/T pode ser considerado, sem medo de cometer um erro, um dos modelos mais clássicos entre os carros que foram lançados dentro do segmento chamado de Muscle Cars nos Estados Unidos. E para as pessoas que gostam muito de acompanhar os carros mais antigos, encontrar um destes modelos em perfeito estado rodando pelas ruas das cidades brasileiras pode ser uma grande emoção, principalmente por não ser uma tarefa nada fácil. Mas não é uma tarefa impossível já que existem alguns colecionadores no Brasil que conseguiram manter o carro em excelentes condições.

Dodge Challenger R/T

Para as pessoas que gostam de associar os modelos de carros na vida real com os que são mostrados em filmes, uma boa dica é assistir Vanishing Pont, que aqui no Brasil foi traduzido como Corrida contra o destino, de 1971. Este filme realmente pode se tornas indispensável principalmente para os colecionadores ou admiradores dos chamados muslce cars. O filme conta a historia de Kowalsy, “o último herói americano” que cruza os Estados Unidos para cumprir uma aposta audaciosa. O filme se torna muito interessante não apenas por causa do desfile de carros clássicos que passam pela tela, mas também por causa do estilo de vida das pessoas que gostavam de carros na época. Alguma coisa relacionada a viver mais o presente do que ficar preocupado com o futuro.

O filme chegou até mesmo a ganhar um remake no ano de 1997, sendo que nesta outra versão o personagem principal acabou se transformando no próprio carro que era utilizado, um modelo Dodger Challenger R/T. O carro realmente consegue prender a atenção das pessoas que assistem ao filme, ate mesmo aquelas que não estão muito interessadas em carros. Mas é claro que esta atenção não é chamada com a invenção de um personagem carro com emoções, como acontece com Harbie, mas a própria máquina é que acaba chamando atenção das pessoas.

Modelo esportivo

O Dodge Challenger é um modelo esportivo lançado originalmente com duas portas e de porte de tamanho médio. A primeira unidade começou a ser fábrica no ano de 1970, sendo que para construir o carro a montadora decidiu utilizar a mesma plataforma do E-Body. E logo quando o carro foi lançado o que realmente acabou chamando atenção das pessoas que estavam procurando por novidades neste segmento era a grande gama de motorizações, sendo eu dentre eles um dos modelos que acabou fazendo mais sucesso entre os consumidores norte-americanos e também de outros países foi o R/T.

Dodge Challenger R/T 1971

As letras R/T que estavam presentes no nome do carro significavam Road/Track e todos os motores que foram lançados neste modelo acabou sendo lançado com V8, o que era a grande sensação entre os veículos da época. Os consumidores poderiam encontrar opções de potencia diferentes, como 335cv, 375cv (sendo que neste caso o motor tinha um carburador de quatro corpos) além de outras opções como o Magnum 440 e também o topo de linha que apresentava um V8 de 425 cv.

Já no ano seguinte o carro passou por uma reformulação geral, que acabou atingindo praticamente todas as configurações que haviam sido lançadas até o momento. Um dos principais motivos que levou a Dodge a ter que rever alguns elementos do carro foram as leis de emissão de gases nos Estados Unidos que acabou obrigando a montadora a fazer algumas modificações no Challenger. O grande problema é que estas modificações acabaram reduzindo consideravelmente a potencia do carro. Além das grandes e diversas opções de motorização que o motorista poderia escolher quando comprava este carro, uma outra possibilidade também era a de escolhe entre 18 cores de fábrica no modelo, o que na época também representava uma novidade muito interessante.

O modelo era considerado chamativo nas ruas, e mesmo assim conseguiu ter muito sucesso nas vendas. De acordo com as informações históricas do veículo foram 80 mil unidades vendidas apenas no s eu primeiro ano de vida, marca que nem todos os grandes lançamentos que são feitos no mercado automotivo conseguem hoje em dia, com muito mais consumidores do que na época. O carro também parecia agradar especificamente a um público, que eram os jovens que estavam comprando o seu primeiro carro e que tinham juntado dinheiro suficiente para fugir um pouco dos modelos maisbaratos. Mas a boa notícia par aos consumidores é que o Challenger RT também não custava muito caro par aos parâmetros da época.

Challenger Dodge R/T

Uma outra receita de sucesso que foi seguida pelo modelo lançado foi uma grande quantidade de acessórios que estavam disponíveis parao Challenger. E como o carro não exigia que a pessoa torrasse todo seu dinheiro, geralmente os motoristas conseguiam guardar algum para investir nos acessórios do veículo. Alguns pacotes eram os mais procurados pelos motoristas, como é o caso do Six Pack, que é um pacote que formado por três carburadores duplos. Relatos dos motoristas da época contam que com este acessório o carro chegava a 390 cv e que o capô tremia nas aceleradas mais eufóricas.

No interior do carro também podia ser encontrado um outro elemento que também era muito interessante e que acabou se tornando uma das grandes marcas registradas destes modelos de carros, que era a a alavanca de câmbio Hurst, com uma caixa de quatro marchas.

Infelizmente a historia deste clássico acabou sendo meteórica, ou seja, com um grande sucesso mas por um breve período de tempo. Isso porque já no ano de 1972 esta configuração do Challenger passou de ser fabricada devido a uma grande crise que quase levou a Dodge a falência. Alguns outros modelos foram levados adiante, mas com uma potencia muito menor do que as se encontravam no R/T.

Confira outras imagens do carro: 

  • Dodge Challenger R/T - Foto 1
    Dodge Challenger R/T - Foto 1
  • Dodge Challenger R/T - Foto 2
    Dodge Challenger R/T - Foto 2
  • Dodge Challenger R/T - Foto 3
    Dodge Challenger R/T - Foto 3
  • Dodge Challenger R/T - Foto 4
    Dodge Challenger R/T - Foto 4
  • Dodge Challenger R/T - Foto 5
    Dodge Challenger R/T - Foto 5
  • Dodge Challenger R/T - Foto 6
    Dodge Challenger R/T - Foto 6