O Fiat 127 é um modelo criado pela Fiat exclusivamente para o mercado europeu, existe muita semelhança em relação ao Fiat 147 que foi vendido dentro do mercado nacional, e realmente seus desenhos tinham muito a ver um com o outro, sendo que o Fiat 147 foi baseado no modelo 127, porém seus traços eram um pouco diferentes e sua plataforma também foi modificada para atender as necessidades dos consumidores brasileiros. Assim como no mercado nacional, o modelo 147 chamou muito a atenção dos europeus, justamente por contar com um desenho diferenciado e também pelo fato de disputar mercado com o VW Fusca, que na época era um dos modelos mais vendidos e que realmente se tornou uma "lenda".

O modelo nasceu com a finalidade de oferecer um bom custo benefício, aliado a um bom consumo, motor com potência razoável e com boa autonomia, até mesmo porque era um momento em que a Europa passava por alguns problemas em relação à falta de combustível e o modelo teria que cumprir alguns pré-requisitos que o Fusca cumpria, somente dessa forma seria possível adquirir um espaço dentro desse mercado. O modelo nasceu no ano de 1971, tendo por finalidade preencher a lacuna deixada pelo seu antecessor que era o Fiat 850, mas acabou sendo um modelo que não conseguiu atingir um grande sucesso e deixou a Fiat sem um modelo para atuar nessa categoria.

Fiat 127

Diferente do que muitas pessoas imaginam, no mercado europeu o modelo foi vendido somente na versão duas portas, segundo a marca a opção de oferecer somente com duas portas, teve por finalidade não modificar a plataforma do modelo, pois o Fiat 127 era concorrente direto do Fusca que não teve uma plataforma em quatro portas e que acompanhava um bom custo benefício. Por ser um modelo bastante compacto, seu porta malas não conseguia comportar tanta bagagem, porém a opção que a empresa encontrou foi criar um baco dobrável, onde era possível potencializar seu porta malas, sendo com certeza uma ótima opção para a época.

Séries Lançadas

Fiat 127 brasileiroDurante sua vida útil, o modelo passou por algumas modificações, tendo sempre por finalidade manter o 127 vivo dentro do mercado europeu, que sempre foi muito exigente e as empresas tinham que investir pesado em novos projetos. Durante seus primeiros anos ainda na série 1, o modelo praticamente não recebeu modificações, somente no ano de 1975 o modelo realmente recebeu algumas modificações, durante esse período foi lançado uma versão especial, com uma grade frontal diferenciada, sendo um dos grandes detalhes nessa primeira geração, até mesmo porque a Fiat já estava percebendo que o projeto iria dar frutos, pois já tinha se passado quatro anos de seu lançamento e a empresa estva conseguindo manter um bom número de vendas.

Já a série 2 que é equivalente a segunda geração do modelo, foi lançada somente no ano de 1977, nessa nova geração, o modelo contava com uma frente totalmente remodelada, sua traseira também contava com um desenho bem diferente do convencional, o modelo também recebeu algumas modificações em seu interior, como no caso de um novo painel de instrumentos, que foi uma das principais modificações no interior do 127. Nessa geração, o modelo foi muito bem sucedido, modificou-se, mas não deixou de lado sua essência, o que acabou garantindo a vida do 127 e também aumentou seu número de vendas.

A série 3 referente a terceira geração do modelo, foi lançada no ano de 1982, sendo um modelo totalmente diferente do que se comparado com as outras versões, essa nova geração foi lançada primeiramente no mercado italiano, mas de primeira impressão foi muito bem aceita, justamente por isso rapidamente se expandiu para todo o mercado europeu. Além de receber um desenho mais arredondado, nessa geração o modelo também recebeu modificações externas, como no caso de uma nova dianteira e uma nova traseira, o modelo também aparentava ser um pouco maior do que se comparado com as outras gerações.

Nessa nova geração, o modelo também recebeu mais algumas opções de motorização e também recebeu um novo painel de instrumentos, sendo um modelo totalmente diferente do que se comparado com outras versões anteriores. Esse parecia ser um fator que definiria o número de vendas do modelo, mas na realidade, suas curvas quadradas acabaram se tornando um problema para seu número de vendas, pois os consumidores afirmavam que gostavam do modelo quando o mesmo tinha linhas quadriculadas, quando as linhas ficaram arredondadas, acabou perdendo seu charme.

Linha de Produção

Fiat 127O modelo foi fabricado até o ano de 1983 dentro do mercado europeu, depois foi descontinuado para que a Fiat pudesse dar continuidade ao projeto do Fiat Uno, modelo que já estava sendo fabricado e que estava conseguindo manter um bom ritmo de vendas. Porém, vale lembrar que o Fiat 127 também desembarcou no mercado da America do Sul e continuou sendo fabricado até o ano de 1995, sendo algo que deve ser ressaltado, até mesmo porque muitas pessoas acreditam que sua produção total parou no ano de 1983, quando na realidade na America do Sul se estendeu para mais 12 anos.

Para o mercado espanhol o modelo também foi lançado, porém entrou na linha de produto da Seat, uma marca intermediária também pertencente ao Grupo Fiat, na época a Seat lançou o modelo Seat 127 que contava com a mesma plataforma do modelo original lançado pela Fiat. Contou com algumas modificações em relação a seu desenho e também adaptação mecânica para manter um bom fluxo de vendas entre os consumidores espanhóis, mas nada que mudasse a plataforma do modelo completamente.

Porém, um fator modificou bastante a plataforma do modelo, algo que não pode ser visto durante toda a produção pela Fiat, trata-se de uma versão quatro portas do modelo 127 que foi lançado pela Seat. Para essa versão, a marca apostou em uma plataforma alguns centímetros maiores que as anteriores, visando dessa forma, atender as necessidades impostas para a aplicação de mais duas portas, porém isso garantiu muita exclusividade para o modelo lançado no mercado espanhol.