Nada de hatch ou sedan, o que os brasileiros querem cada vez mais são os carros conhecidos como SUV’s / Crossovers. Carros que originalmente foram feitos para a estrada, altos e com tração nas rodas. Hoje eles ocupam o perito urbano e levam a família para passear no shopping. Sua suspensão resistente atura a vida nas ruas esburacadas de cidades como São Paulo, sua altura dá a sensação de segurança aos motoristas e passageiros. Para finalizar as SUV’s / Crossovers chamam atenção por onde passam, estão cada vez mais confortáveis e perfeitas para levar a família e amigos para onde for preciso. Os números de venda cada vez maiores apenas demonstram como estes carros vêm se tornando favorito. Dependendo do porte podem custar de R$ 60 mil a R$ 200 mil.

SUV's: Captiva x Freemont

Mercado de SUV's / Crossovers médios

Em janeiro de 2013 foram 19.714 unidades de SUV´s e Crossovers emplacados, em comparação com 2012 houve um aumento de 20% na mesma época. Até o final do ano as montadoras e revendedoras sabem que o número apenas tende a subir. Na liderança de vendas está o Ford Ecosport (6.367), seguido do o Renault Duster (3.695), Hyundai Tucson, Mitsubishi Pajero, Hyundai ix35, Chevrolet TrailBlazer, Toyota Hilux SW4, Honda CRV. Estes dados são referentes a janeiro de 2013. As SUV’s Crossovers estão divididas entre as de médio porte e grande porte.

Os modelos Chevrolet Captiva e Fiat Freemont entram na categoria de SUV’s médios e são cada vez mais procuradas pelos brasileiros. Com a redução do IPI e outras medidas como financiamentos liberados com mais facilidade os brasileiros tem o carro próprio como um bem que se tornou realidade. Se antes era inimaginável comprar um carro deste porte hoje é mais fácil. Cabe aos compradores saber escolher a melhor opção.

Chevrolet Captiva

A Captiva da Chevrolet chegou ao mercado brasileiro em 2008, e desde então entrou no ranking de carro favorito. Esta SUV americana tem diversos atrativos e perto de modelos similares possui um dos preços mais convidativos. Seus itens de série são convidativos como ABS, air-bags frontais, trio elétrico, ar-condicionado, direção hidráulica, monitoramento da pressão dos pneus no computador de bordo, rack de teto, som completo, banco do passageiro dianteiro com encosto reclinável a 180 graus, airbags laterais e de cabeça, controles de tração e estabilidade, bancos de couro. Para quem gostou das novidades da linha 2012 como sistema de partida remota, bancos dianteiros com aquecimento, e ajustes elétricos, pode gostar mais do modelo 2013.

Para este ano a Captiva trouxe lanternas com uma nova disposição, Espelho retrovisor interno eletrocrômico, Isolamento acústico revisto, Sensor de estacionamento traseiro com sistema de aviso sonoro, Novas rodas. Claro que muitos detalhes aparecem apenas em algumas versões da Captiva como o Ecotec. O modelo 2.4 Ecotec possui 185cv, e o motor 3.0 V6, 268 cavalos. O preço médio da Captiva é a partir dos R$ 89 mil. O modelo vendido no Brasil é fabricado no México, e apesar de ser um querido a idade começa a exercer influências, e em 2014 o modelo pode ganhar uma repaginada completa. Ainda é considerada uma das SUV’s mais econômicas e perfeita para quem anda na cidade.

Fiat Freemont

Não é de hoje que a Fiat tenta lançar um bom modelo utilitário, e a Freemont parece ser um acerto. Possui um bom custo / beneficio, com um preço na casa dos R$ 90 mil. Entre os itens de série e opcionais estão controle de tração, anticapotamento, controle de trailer, 6 airbags, bancos em couro com ajustes elétricos (motorista) e aquecimento (motorista e passageiro), ar-digital TRI-ZONE, ABS + EBD + BAS, abertura e partida com chave presencial, retrovisor interno eletrocrômico, sensor de monitoramento dos pneus, interior com iluminação noturna, sensor de estacionamento traseiro, retrovisores externos com antiembaçamento, entre outros. Seu interior chama atenção pelo bom acabamento e espaço amplo, sendo uma SUV confortável.

A Freemont possui 1,7 m de altura, 1,8 m de largura e 4,8 metros de comprimento com 1809Kg, o que o caracteriza como um carro pesado. O Fiat Freemont é o primeiro carro feito em parceria com a Chrysler, presente no mercado brasileiro desde 2011, e é fabricado no México. Dessa forma a Fiat Freemont é uma adaptação do já conhecido Dodge Journey. O Fiat Freemont possui duas versões, sendo o Emotion mais básico, e o Precision, considerado top de linha. O primeiro possui cinco lugares enquanto o segundo abriga até sete passageiros.

Chevrolet Captiva x Fiat Freemont

A Chevrolet Captiva e Fiat Freemont são consideradas duas potentes SUV’s pelos brasileiros. A Captiva sai na frente quando o assunto são itens de série com preço que agrada. Um veículo com acionamento do freio estacionamento elétrico, e sistema exclusivo onde é possível ligar o carro à distância ou com um simples toque na chave. O espaço interno da Captiva, no entanto perde para a Freemont que se mostra maior. O acabamento de ambas é bem similar considerado caprichado. Seu motor 2.4 e cambio automático e manual não decepcionam.

  • Captiva - Foto 1
    Captiva - Foto 1
  • Captiva - Foto 2
    Captiva - Foto 2
  • Captiva - Foto 3
    Captiva - Foto 3
  • Captiva - Foto 4
    Captiva - Foto 4
  • Captiva - Foto 5
    Captiva - Foto 5
  • Captiva - Foto 6
    Captiva - Foto 6
  • Captiva - Foto 7
    Captiva - Foto 7
  • Captiva - Foto 8
    Captiva - Foto 8

Quanto ao consumo de gasolina a Captiva faz 7,8 km/l na cidade e 10 km/l na estrada, enquanto o carro da Fiat faz 7,3 na cidade e 9,8 km/l na estrada. São números parecidos, e a Freemont ganha por pouco em economia. Nos aspectos negativos a Captiva possui um modelo ainda ultrapassado que em breve promete sair do mercado e seu consumo de gasolina, já a Freemont devido ao seu tamanho acaba se tornando um carro pesado na hora da partida. Nos aspectos positivos a Captiva possui uma lista ampla de itens de segurança e oferece muito conforto. A Freemont conta com um espaço mais amplo inclusive de bagageiro, seus bancos possuem mesas, porta objetos sem contar os assentos elevados para crianças. Na hora de escolher, é importante levar cada item em consideração, o Freemont é um carro maior e quem não está acostumado pode estranhar já a Captiva é um carro que chama atenção, mas não oferece tanto espaço quanto a Fiat.

Diferença entre SUV's / Crossovers

Apesar das SUV’s terem se tornado uma das mais queridas entre os brasileiros muitos confundem termos e por aqui a classificação deste tipo de veículo ganhou outro significado. Internacionalmente a Freemont é considerada uma crossover e a Captiva uma legitima SUV. Mas aqui elas possuem a mesma conotação SUV / Crossover. A faixa de preço entre os dois modelos é similar. Ambas oferecem sistema 4x4, mas foram feitas para a cidade e é no perímetro urbano que elas agradam.

No Brasil consideramos "crossover" os veículos que na verdade são "semi-crossover" como Fiat Palio Adventure, Ford EcoSport e Volkswagen CrossFox. Para entender melhor esses conceitos é preciso voltar no tempo, época em que as minivans é que faziam sucesso. Estes modelos foram substituídos pelas SUV’s e Crossover. A sigla SUV deriva de veículo utilitário esportivo em uma tradução literal, foram criadas como uma derivação das caminhonetes e utilitários. Sua carroceria era pesada como caminhões, assim como o seu consumo de gasolina e motor. Foram projetados para ter força, espaço, versatilidade, mas sem nenhum conforto. Com o passar dos anos ganhou novas adaptações e precisou agradar mais ao mercado. Seu motor hoje é mais econômico e o espaço interno é pensado para oferecer um ótimo conforto.

  • Freemont - Foto 1
    Freemont - Foto 1
  • Freemont - Foto 2
    Freemont - Foto 2
  • Freemont - Foto 3
    Freemont - Foto 3
  • Freemont - Foto 4
    Freemont - Foto 4
  • Freemont - Foto 5
    Freemont - Foto 5
  • Freemont - Foto 6
    Freemont - Foto 6
  • Freemont - Foto 7
    Freemont - Foto 7
  • Freemont - Foto 8
    Freemont - Foto 8
  • Freemont - Foto 9
    Freemont - Foto 9
  • Freemont - Foto 10
    Freemont - Foto 10

Crossover é uma expressão que traduzida literalmente significa cruzamento. Esse foi o nome dado as SUV’s compactas. Ou seja, os Crossover são SUV de menor tamanho e impacto e com a mesma finalidade, ser um veículo esportivo e versátil, com resistência. Os primeiros modelos foram projetados em plataformas de carros em monoblocos, o mesmo de veículos populares. Foram construídos para ser como um carro comum mais com as vantagens do SUV. Independente do rotulo são veículos projetados para levar grandes famílias ou viajar com um grupo de amigos. A estrada é a grande amiga dos SUV’s/Crossover, e no Brasil é no perímetro urbano que elas fazem sucesso. O tipo de carro imponente que chama atenção por onde passa.

Para as mulheres a altura dá uma sensação maior de poder, para os homens é um carro que passa um ar de aventureiro. Seja a Captiva ou Freemont as famílias brasileiras tem gostado de ambas. Na hora da compra o consumidor deve realizar test-drive e avaliar todas as informações dos veículos, da garantia, manutenção, formas de pagamento e quanto em gasolina ele irá gastar.

Pode ser mais fácil possuir um veículo como este hoje, porém requer planejamento assim como qualquer outra compra. Quem prefere um carro top de linha com espaço para sete pessoas deve optar pela Freemont da Fiat, para quem deseja conforto e um pouco menos de espaço interno, porém deseja ótimos acessórios de segurança e itens de série a Captiva pode ser a melhor opção. As vendas de ambas montadoras crescem a cada dia mais, principalmente quando o assunto são as suas SUV’s.

Fiat e Chevrolet já são grandes conhecidas dos brasileiros com modelos de carros mais populares, a Fiat ainda sai na frente no quesito líder de mercado. Cabe a cada brasileiro decidir qual seu time preferido e quais dos SUV’s prefere. A aparência é um item que também deve ser levado em consideração, e neste quesito nenhum modelo deixa a desejar.


Ofertas de Carros

Avaliação Grátis

Consulte o preço atualizado de veículos nacionais e importados.

Consultar Tabela Fipe

Anúncio Grátis

Anuncie aqui e apareça para milhões de compradores. Venda agora!

Anunciar Veículo

Pela Web

Comentários