Algumas vezes os motoristas acabam lembrando de algumas partes dos carros apenas quando elas dão algum tipo de problema, e podemos facilmente incluir os freios nesta lista de componentes dos carros que muitas vezes não ganham a devida atenção de parte dos motoristas. É claro que muitos deles acabam revisado os freios durante as manutenções que são feitas antes de grandes viagens ou ainda nas revisões programadas. Mas muitas vezes é recomendado que os motoristas tenham um pouco mais de atenção com os freios no dia a dia.

Cuidado com os freios

Quando se fala em problemas nos freios logo os motoristas pensam nas questões de segurança, que realmente são as mais importantes nestes casos. Mas isso acontece quando os freios já estão apresentando problemas mais sérios. Mas em alguns casos os freios podem apresentar pequenos problemas que podem afetar também outras partes do seu carro e todo o sistema de segurança. Por isso é fundamental que o motorista revise seus freios sempre que sentir alguma coisa de diferente na direção do carro. Além disso, caso as revisões programadas estejam muito afastadas entre uma data e outra, é importante revisar os freios neste meio tempo.

Mas existem também algumas dicas que podem ser seguidas de forma preventiva, não apenas na hora de revisar ou na hora que ele apresenta algum problema, mas durante a direção do carro que acaba ajudando a aumentar a durabilidade, diminuindo a incidência de problemas nos freios.

Saiba Frear

Muitos motoristas acabam não prestando atenção nisso durante o seu dia a dia, mas é muito importante saber frear para aumentar a durabilidade das pastilhas e do sistema de uma forma geral. É muito comum encontrarmos motoristas sem experiência, ou que ficam um pouco ervosos durante a direção, que simplesmente pisam no pedal do freio com toda força, fazendo com que todos os passageiros sejam arremessados para frente, quase beijando o painel o caso da pessoa que está no banco da frente. É importante que os motoristas utilizem o freio de forma sútil. Para isso, o motorista precisa ficar atento não apenas ao carro que está na sua frente, mas sim em toda situação do trânsito, com o objetivo de se antecipar ao que está acontecendo no trânsito de um modo geral. Além de evitar acidentes ao pisar de leve no freio o motorista poupa o próprio sistema e também os pneus do carro.

Uma outra dica muito importante aos motoristas que estão evitando desgastar seu sistema de freios muito mais rapidamente é utilizar sempre o freio motor, ou seja, manter o carro sempre engrenado, em marchas mais curtas para limitar a aceleração do veículo em declives. Utilizando esta técnica os motoristas conseguem diminuir o consumo do carro e também aliviar de uma forma geral os freios, já que neste caso o sistema de injeção não consome praticamente nada nessas situações. Além disso, utilizar aquela velha técnica de “deixar o carro na banguela” vai aumentar o consumo, sobrecarregar os freios, além de colocar a vida dos ocupantes do carro e demais pessoas no transito em risco, já que nesta situação o motorista pode perder o controle do veículo facilmente.

Aliviando o pedal

Em algumas situações os motoristas poderão sentir que os freios do carro simplesmente não estão funcionando muito bem, sentindo que eles estão apresentando uma resposta mais lenta aos comandos, ao mesmo tempo que o pedal fique mais duro na hora do acionamento dos freios. Nestes casos, é importante que o motorista busque aliviar a pressão de uma forma geral do sistema, aliviando o pedal, mas sem tirar completamente o pé. Basta dar uma aliviada na pressão e retomar em seguida para que o motorista já sinta uma diferença na operação dos freios do carro. Mesmo que o motorista faça esta operação por um segundo, ele já vai sentir uma grande diferença, ainda mais se o usuário tiver discos sólidos, não ventilados.

Atenção as pastilhas e discos

O motorista sempre deve prestar atenção nos sinais que são mostrados por grande parte dos sistemas de freios dos automóveis. Uma dica é sempre prestar atenção no comportamento dos freios quando os motoristas precisam frear mais fortemente ou durante uma subida ou descida mais acentuada. Nestes casos, caso a luz do freio mão do carro pisque ou acenda, é um sinal de que as pastilhas dos freios já estão gastas, bem próximas de acabar, ou ainda pode indicar que exista um vazamento de fluido de freio. Neste caso, é importante que o motorista procure a sua oficina de confiança para fazer esta troca o quanto antes.

Uma dica importante na hora de fazer esta manutenção é que existe uma relação direta entre os o desgaste das pastilhas e o fluído de freio também, portanto não o complete se não houver vazamentos no sistema. Caso seja necessária a troca das pastilhas, pode ser necessário trocar os discos também (ainda mais se tiverem com um ‘degrau’ em sua superfície). Logo depois que o motorista faz esta troca, é fundamental também que o motorista evite frear muito forte nos primeiros 300 quilômetros de utilização das pastilhas.

Fluido

Fluido para freios

O fluido também é importante porque transfere as forças ás pastilhas para que o carro consiga ser freado. Com o tempo de utilização este fluido vai ficando contaminado com as degradações naturais que acontecem no sistema, passando a ferver mais facilmente e diminuindo o desempenho dos freios dos carros. Atualmente  a maioria dos carros requer 500ml de fluído especificação DOT 4. Na hora da troca do fluido, é importante que os motorista sempre sigam as recomendações do fabricante do carro.