Algo está mudando na Mercedes-Benz e a noite de domingo, antes da abertura oficial do Salão de Detroit, quando a montadora também resolveu fazer uma pré-estreia do que apresentaria durante o evento, que esta tentativa de mudança de comportamento ficou mais evidente. A Mercedes sempre foi conhecida como uma marca mais clássica. E quando esta caracteristica acabava atrapalhando os lançamentos ela a palavra poderia ser trocada por sisuda. O sentido é praticamente o mesmo, o que não podemos dizer da conotação.

Salão de Detroit: Mercedes-Benz CLA

Por mais que a marca ainda consiga deter o tão perseguido poder de valorização da marca, assim como a Apple e tantas outras empresas que elevam o patamar de qualquer produto que tenha o seu símbolo ou a sua marca, a empresa busca se renovar nos tempos modernos e corre atrás do prejuízo para mostrar aos jovens que também pode ser uma empresa “descolada”. O que os jornalistas e convidados presenciaram na festa de abertura do Salão de Detroit feita pela montadora era uma grande mostra desta tentativa.

Ao invés das tradicionais músicas clássicas, quase sempre Jazz, que eram tocadas nos eventos da montadora, o que foi possível escutar durante a apresentação do CLA, carro-chefe da montadora em Detroit, foi música pop, com destaque para o sucesso do Psy, Gangnam Style. Além disso, diversas citações as redes sociais como Facebook e YouTube. Esta foi a forma da montadora dizer para o mundo que sim, está preocupada com os jovens, que estão cada vez enriquecendo mais rapidamente, e que pode ser a empresa do coração deles, assim como a foi dos pais deles. Não se sabe se esta estratégia foi adotada tarde demais ou no tempo certo, mas com certeza ajudou muito a promover o CLA.

CLA no Brasil

Antes de entrar os detalhes sobre o carro, existe um grande boato de que ele poderá ser fabricado aqui no Brasil. Isso porque no ano passado, durante o Salão de Paris, a montadora declarou que que estava avaliando a possibilidade de voltar a fabricar carros no Brasil, já que atualmente a montadora mantém fábricas em nosso País mas apenas para a fabricação de caminhões e ônibus. O CLA seria um destes carros que estaria sendo contato para ter a sua versão brasileira.

Quando ao diretores da montadora foram questionados sobre o assunto, o CEO, Dieter Zetsche, disse que a empresa ainda não havia tomado uma decisão sobre este assunto. Mas uma informação interessante foi a confirmação de que a Mercedes realmente ainda está estudando a possibilidade de fechar uma parceria com a Nissan para a fabricação de carros no Brasil. Assim, a alemã usaria a fábrica da japonesa que está sendo erguida na cidade do Rio de Janeiro. Mas fora isso, a montadora não deu mais informações sobre datas da decisão da possível retomada no Brasil. Por enquanto, certo mesmo é que o CLA vai chegar ao Brasil, mas como veículo importado.

O Cupê CLA

O CLA foi chamado diversas vezes durante a apresentação de novo “bebê” da montadora. Não apenas pela referência óbvia do lançamento, mas também para deixar óbvio que a intenção é realmente focar o lançamento do carro em um público mais jovem do que a maioria dos lançamentos. O CLA é o resultado comercial de um carro que foi mostrado como conceito e que acabou sendo visto tanto no Salão de Paris quanto no Salão do Automóvel de São Paulo, o Style Coupé. Mas a diferença, o que quase nunca acontece em carros que são baseados em modelos conceitos, é que o veículo que vai a venda tem design mais arrojado  e moderno do que sua versão para exposição.

Trata-se de um cupê de quatro portas que, segundo descreve a montadora alemã, segue a ideia do CLS, cujo maior mercado é o norte-americano. Portanto, a escolha da apresentação oficial para o Salão de Detroit não foi a toa, a montadora realmente quer impressionar a imprensa e os consumidores dos Estados Unidos. O carro é um coupé quatro portas, um segmento que tem ganhado muito espaço nos Estados Unidos. O carro tem 4,63 m de comprimento, 1,77 m de largura e 1,43 m de altura.

De acordo com as informações que estão sendo divulgadas pela montadora sobre o veículo, ele possui um motor 2.0 de 214 cavalos, transmissão de dupla embreagem e sistema start/stop. Há ainda duas versões com motor 1.6 (123 cv e 158 cv) e câmbio manual de 6 marchas, e as com motores a diesel, para o mercado europeu, onde o modelo já pode ser encomendado.

Em termos de tecnologia, o CLA vai ganhar um alerta de colisão que funciona a partir de 7Km/h, sendo que anteriormente ele funcionava a partir dos 30 Km/h. Um outro sistema novo relacionado a segurança do carro está nos freios com mais precisão nos casos de acionamento deste sistema anti-colisão.

Na parte interior do carro destaque para as novas formas de interação que o carro terá com dispositivos móveis como o iPhone. O carro virá integrado ao sistema Siri, portanto vai reconhecer comandos de voz, além de também permitir acesso as principais redes sociais. O carro acompanha rádio via internet, GPS com informação em tempo real do trânsito baseada na web, procura on-line de destinos, incluindo Street View, e display de mapas 3D.

O preço do carro ainda não foi divulgado nos Estados Unidos (a montadora guardou a informação para um dos comerciais do Superbowl, maior evento esportivo e televisivo dos Estados Unidos. Mas na Europa o carro foi lançado custando 28.977 euros, cerca de R$ 80,5 mil.

Confira como foi o trecho da apresentação do CLA em Detroit.