Depois de ter sido flagrado rodando em diversas ocasiões por algumas ruas das cidades do Brasil em caráter de teste, finalmente a montadora GM confirmou que a nova geração do Malibu para o segundo semestre de 2013 nas concessionárias do país inteiro. A montadora ainda não entrou em detalhes sobre porque toda esta demora no lançamento do carro aqui no País, porque ele foi lançado no ano passado no mercado norte-americano. E na terra do Tim Sam o carro realmente conseguiu ter um excelente desempenho nas vendas. O grande problema é que por lá a concorrência no segmento aumentou, e por aqui também.

Chevrolet Malibu 2013

Todos sabem que no segmento automotivo muitas vezes o lançamento antecipado acaba conseguindo conquistar uma boa parte do mercado, sendo que muitas vezes estes veículos acabam chegando a liderança do mercado apenas por ter começado a ser vendido antes. Aqui no brasil a Chevrolet pode ter perdido uma boa fatia do mercado por causa da chegada do Ford Fusion, que acabou chegando antes e também apresentou uma nova geração mais antenada nas novidades tecnológicas e também em um público mais jovem que já possui dinheiro para ter um carro que custe mais de R$ 100 mil.

E provavelmente esta briga deve ser vista aqui no Brasil como já aconteceu nos Estados Unidos. Por lá, o Fusion acabou atrapalhando as vendas do Malibu, que poderia ter sido ainda melhor se não fosse este novo desenho do sedan premium da Ford. Na comparação, as análises também não estão sendo muito favoráveis ao Malibu quando feitas as comparações. Afinal de contas, a GM tomou uma decisão muito arriscada. Enquanto seu rival estava ganhando um visual mais jovem e atraente, o Malibu seguiu na mesma linha da versão passada, com traços duros e conservadores. Além disso, muitas publicações norte-americanas reclamam que o carro ainda apresenta uma um espaço interno muito pequeno se comparado aos outros sedans da categoria.

As críticas acabaram acertando em cheio a montadora, que já teve que admitir publicamente que muitas alterações que foram apontadas pelos críticos e também por parte dos consumidores serão feitas no final deste ano para a verão que será lançada no mercado no ano que vem. Ele adiantou para algumas publicações especializada dos Estados Unidos que já estão pensando em fazer algumas alterações na parte da frente do carro, mas nada não muito dramático. Mas mesmo assim, depois do susto que a montadora tomou este ano se espera que realmente o carro esteja mais alinhado com os modelos que são lançados hoje em dia. E assim espera-se que o Malibu consiga se estabelecer em um segmento cada vez mais disputado, porque além do Fusion também entram na briga o Toyota Camry e o Honda Accord, considerados sedãs grandes no mercado brasileiro.

Mas aqui no Brasil o mercado de sedans deste nível não é tão disputado assim, o que torna o Malibu novamente um grande carro neste segmento. Além disso, o Malibu entra em terras brasileiras um caminho aberto a ser explorado com a aposentadoria do Omega. Mesmo assim, isso não quer dizer que o veículo não vai encontrar também desafios no mercado brasileiro, já que por aqui na mesma faixa de preço se encontram o Passat, que possui nome e tradição, e o Hyundai Azera. Outro problema que o Malibu vai encontrar é justamente o preço, já que ele fica 25% mais caro por causa das taxas de importação que são cobradas na venda.

A montadora ainda não decidiu da onde virá o Malibu que será lançado aqui no Brasil, sendo que existem duas alternativas: Estados Unidos e Coreia do Sul. A montadora confirma também que o modelo será vendido no Brasil em uma única configuração e com única opção de motor. Nos Estados Unidos, existem oito opções de configuração do carro. A montadora também não divulgou ainda qual seria esta configuração.

Destaques no design

O novo Malibu chama atenção com um visual mais rejuvenescido, o que foi justamente motivo de críticas nos Estados Unidos. Isso porque o carro, apesar de apostar em alguns detalhes que deixam o todo mais moderno, ainda mantém a base do seu desenho com traços mais conservadores. Mesmo assim é possível perceber uma série de mudanças, principalmente na parte de trás do carro, com linhas que acabaram deixando a traseira mais robusta que nas gerações passadas. Na parte da frente a grade do radiador continua chamando muito atenção com seu formato dividida em duas. Os faróis ganharam algumas alterações no desenho e se tornaram mais alongados. Mesmo assim, o Malibu ainda se mostra uma opção mais sóbria no mercado, mais do que seus concorrentes, que apostam no diferente para conquistar o público.

  • Chevrolet Malibu 2013 - Foto 1
    Chevrolet Malibu 2013 - Foto 1
  • Chevrolet Malibu 2013 - Foto 2
    Chevrolet Malibu 2013 - Foto 2
  • Chevrolet Malibu 2013 - Foto 3
    Chevrolet Malibu 2013 - Foto 3
  • Chevrolet Malibu 2013 - Foto 4
    Chevrolet Malibu 2013 - Foto 4

Motor e acessórios

Um grande destaque desta nova geração sem dúvida são os itens de série que acompanham o veículo. Na versão intermediária, que provavelmente é a que será vendida aqui no Brasil, o veículo conta com diversas novidades, dentre ela um sistema multimídia com tela colorida de 7 polegadas, que é sensível ao toque e vem com sistema My Link. Além disso o carro vem com câmera de ré, ar-condicionado dual zone, com opção de entrada USB, sistema de alerta de colisão, controle de estabilidade, assistente de frenagem, 10 airbags, dentre outros itens.

Já o motor é um 2.5 naturalmente aspirado (recentemente foi lançada nos EUA uma versão turbo para essa configuração e para a topo de linha LTZ) de 200 cavalos a 6.300 rpm, e torque máximo de 26,4 kgfm a 4.400 rpm. Durante os testes que foram feitos com o carro o motor se mostrou bastante silencioso em praticamente todo o trajeto.
Ainda não existe uma confirmação sobre o preço deste carro no Brasil