A nova aposta da Hyundai, o i30 GD já está à venda no mercado nacional e está disponível para os compradores em duas versões, partindo do preço inicial de R$ 75 mil e chegando a “salgados” R$ 85 mil.

A diferença deste modelo para o modelo Hatch que é produzido em Piracicaba, interior de SP fica por conta da transmissão. O i30 possui transmissão automática e tem quatro relações e não haverá a opção de caixa manual para a venda do veículo e quanto à transmissão, a Caoa, importadora da Hyundai para o Brasil confirmou os números de transmissão do motor.

Novo Hyundai i30 chega com preço acima da média

Segundo a empresa importadora, o i30 possui motor de 122 cavalos de potencia, sendo abastecido com gasolina e de 128 cavalos a 6.000 rpm e 16/16,5 kgfm de torque aos 5.000 rpm, caso o abastecimento seja feito com álcool (mesmo motor do HB20).  O motor vem com a configuração 1.6, sendo considerado potente entre os modelos hatch de porte médio e além da boa energia, o i30 ainda é flex.

Essa opção de modelo deve reforçar a presença do carro, que é líder de vendas até o anuncio do “Super IPI” para carros importados fora do eixo Mercosul – México.

Preços altos

Até agora, só coisas boas foram apresentadas sobre o i30, mas como nada é perfeito, o que acabou gerando um lado ruim no lançamento do carro é o alto preço, que antes era vendido na faixa dos R$ 60 mil e agora o preço inicial do carro parte dos R$ 75 mil, que é considerado um valor bem elevado para um modelo hatch de porte médio.

A Hyundai, sabendo que o carro sairia por um alto preço no mercado brasileiro investiu pesado em itens de série e com isso o i30 já vem de fábrica com direção elétrica, ar – condicionado de duas zonas, tela de sete polegadas no belo painel, com sistema multimídia, GPS, Bluetooth, leitor de DVD, chave inteligente, câmera de ré, sensor de estacionamento, entre outros itens.

Como se não bastasse todos esses itens de série, a versão TOP do carro vem com bancos cobertos com couro, teto solar, ar – condicionado com visor digital, freio de estacionamento elétrico, faróis de xênon com lavadores, partida no botão e detalhes cromados na carroceria e controles eletrônicos de estabilidade e tração. O desafio agora é sobressair aos seus rivais, que apresentam quase todos esses mesmos itens, porem aparecem com preços bem mais baratos.

A chegada do Hyundai i30 no mercado brasileiro marca o inicio da onda de lançamentos de automóveis médios no Brasil e o I30 terá que enfrentar a concorrência de outros carros de porte médio muito populares no Brasil como o Ford Focus, Citroen C4, Kia Serato e possivelmente o novo Golf da Volkswagen.

Mudanças no visual

Entre as curiosidades e inovações do i30, está a câmera de ré que foi embutida no logotipo traseiro do carro e que se inclina automaticamente quando o motorista engata a marcha ré, nisso as imagens são projetadas no espelho retrovisor central do veículo.

Motor perde potência

Apesar do grande número de itens de série que o i30 contém, o modelo sofrerá uma perda, pois o atual modelo 2.0 sai de cena e da espaço para o motor 1.6 flex de 128 cavalos de potencia. O propulsor é o mesmo encontrado em modelos como o Hyundai HB20 e o Kia Soul. Por enquanto não há uma previsão de quando será o lançamento de um modelo mais potentes do i30 no Brasil, sendo que versões com motor mais potentes já existem em outros países.

Apesar do visual indicar o oposto, essa versão do i30 está com quase o mesmo tamanho da versão anterior. A distancia entre os eixos é de 2,65m e o que mudou foram os pequenos acrescimentos que a montadora fez no comprimento e na largura, 5,5 cm e 0,5 cm a mais em cada uma respectivamente e em relação ao modelo anterior, a altura sofreu uma redução de 1 cm.

Apesar de ter disputado todas as atenções com o grande sucesso da Hyundai, o HB20, o i30 se saiu muito bem no Salão do Automóvel de São Paulo em 2012, o que indica que o carro deverá ser sucesso de vendas neste ano, porém, com o “Super IPI”, o i30 pode enfrentar dificuldades ou até mesmo não chegar a liderança de vendas entre os modelos hatch médios no Brasil.

Antes mesmo de chegar ao mercado brasileiro, o i30 já sofria uma espécie de represália do governo nacional, que impôs um baixo volume de vendas de carros importados no país durante esse ano. Com isso, começaram a surgir rumores que o hatch começará a ser montado no Brasil na fábrica do Grupo Caoa, que fica no estado de Goiás.

Interior refinado do novo Hyundai i30

Caso se confirme a produção nacional do i30, a Hyundai deverá manter o carro com motor 1.6 flex, dando a ele variantes mais simples, e consequentemente mais baratas para que o custo do carro fique entre os R$ 50 mil e R$ 60 mil e que ele possa disputar um mercado mais amplo aqui no Brasil.

Na Europa, a Hyundai investiu em duas versões do i30, a primeira é a versão duas portas, que não deve chegar ao Brasil, pois segundo a montadora o mercado nacional não conseguiria vender um carro deste gênero contendo duas portas, e a outra versão do I30 na

Europa, é a versão perua, que deve chegar ao Brasil, mas não se sabe quando e nem quanto deverá custar.

Possuindo equipamentos raros no segmento, como por exemplo, airbags para os joelhos do motorista, o novo i30 poderia dar mais trabalho para os seus concorrentes no mercado nacional, mas o alto preço do carro vai contra isso o que pode abrir mercado para a concorrência, Ford, Citroen e Kia.

A missão de ser um sucesso de vendas será muito dura para o novo Hyundai i30, já que o segmento nacional vai receber grandes investimentos e novidades quando se trata de modelos hatch médios no Brasil.

Galeria

  • Novo Hyundai i30 - Foto 1
    Novo Hyundai i30 - Foto 1
  • Novo Hyundai i30 - Foto 2
    Novo Hyundai i30 - Foto 2
  • Novo Hyundai i30 - Foto 3
    Novo Hyundai i30 - Foto 3
  • Novo Hyundai i30 - Foto 4
    Novo Hyundai i30 - Foto 4
  • Novo Hyundai i30 - Foto 5
    Novo Hyundai i30 - Foto 5
  • Novo Hyundai i30 - Foto 6
    Novo Hyundai i30 - Foto 6