Este foi um ano de consolidação para os carros da linha Mini, principalmente na América Latina, e mais especificamente no Brasil. Isso porque o carro já faz bonito há muito tempo nas ruas da Europa, mas acabou chegando há reativamente poucos anos no mercado sul americano, e mesmo assim já está conseguindo cativar muitos fãs. Um dos lançamentos Mini que aconteceu este ano foi o modelo Roadster S da marca, que já conta com outros cinco lançados: Cooper, Cabrio, Clubman, Countryman e Coupé. Cada um deles geralmente é lançado em três configurações diferentes: One, S e JCW.

Mini Cooper Roadster

Geralmente os modelos e as diferentes configurações são semelhantes entre si, mas acabam tendo algumas especificidades interessantes e diversificadas. Ou seja, os consumidores possuem mais trabalho agora na hora de escolher um Mini, já que até pouco tempo atrás os compradores não tinham uma grande variedade de opções na hora da compra. Agora os motoristas realmente precisam dedicar um pouco de tempo para conhecer melhor a proposta de cada modelo e de cada configuração para saber qual carro poderá atender melhor suas necessidades. Um exemplo destas diferenças podem ser notados nos modelos conversíveis Roadster e Cabrio. Embora sejam muito parecidos e tenham os mesmos modelos de faróis, lanternas, rodas, grade (contornos), painel e bancos, quando vistos de perto os dois carros se tornam bem diferentes.

Design diferenciado

O lançamento Roadster S da Mini possui algumas características bem marcantes no design. Na verdade elas não são grandes, mas realmente conseguem deixar o visual do carro muito diferente do que estamos vimos nos outros modelos da Mini que foram lançados. Começando pela parte da frente do carro, o para-brisa do Roadster S é levemente mais inclinado. Segundo as informações técnicas que foram distribuídas no lançamento do carro, ele e 13 graus mais inclinado do que o Cabrio. As linhas gerais do design do carro também são diferentes, sendo que ela cuva-se ligeiramente na traseira, enquanto que no outro modelo ela segue reta e plana até o final. O novo Roadster da Mini é o único carro deste tipo que tem três volumes bem definidos: Motor, cabine e porta-malas. Isso porque no novo desenho a cabine do carro ficou mais curta, oq eu acabou liberando espaço para um porta-malas um pouco mais definido do que nos outros modelos.

Mini Cooper Roadster na estrada

Mas é claro que não devemos esquecer que estamos falando de um mini, portanto a capacidade do porta-malas de um modo geral é muito pequena. Na parte de trás do carro, em termos de design, o carro ainda apresenta uma outra diferença, que são os ombros um pouco mais volumosos do que os outros modelos conversíveis da marca. Estes ombros acabam contornando o pequeno aerofólio que o carro possui e que é acionado automaticamente quando ele chega a 80 Km/h. Mais uma diferença que ele apresenta se comparado ao seu irmão conversível está relacionada a quantidade total de passageiros. O lançamento possui apenas dois lugares, enquanto que o Cabrio tem quatro (na verdade a parte de trás é pequena, portanto seria mais correto dizer que ele tem espaço para dois adultos na frente e dois adultos na parte de trás do carro.

Diferenças no desempenho

Mas parece que as diferenças entre os dois modelos da Mini fica mais evidente quando eles são comparados nas pistas. Em termos de desempenho, o Cabrio pode ser considerado um carro apenas para se desfilar no final de  semana, quando os motoristas realmente não estão com nenhuma pressa de chegar ao seu destino, apenas passeando. Já o Roadster realmente elevou a categoria de conversíveis a um outro patamar, principalmente quando o carro esta sendo dirigido em uma estrada com muitas retas. O carro realmente chega a uma velocidade incrível e mostra um desempenho semelhante a muitos carros esportivos em determinados momentos.

Design interior do Mini Cooper Roadster

É claro que boa parte deste excelente desempenho que o Roadster possui quando comparado a outros lançamentos da Mini está relacionado ao seu motor 1.6 de 184 cv e câmbio automático de seis marchas, mas além disso boa parte do desempenho do carro também está relacionado ao novo desenho e design do carro. Ele praticamente é praticamente um Kart mas que recebeu uma série de reforços tanto na traseira, quanto no para-brisa quanto nas soleiras das portas. Por causa da ausência da capota do carro, ele acabou ganhando uma maior rigidez e ficou com centro de gravidade mais baixo, o que alterou completamente seu comportamento. Alguns especialistas até dizem que ele ficou menos alemão e mais inglês.

Portanto, se a pessoa está pensando em investir dinheiro em um Mini mas está ainda ponderando em relação a o que está pretendo na estrada, é importante saber se os motoristas estão esperando por desempenho ou conforto. Se é conforto que as pessoas procuram, talvez o modelo Cabrio pode ser mais recomendado, mas as pessoas que estão procurando por mais desempenho, este lançamento pode ser uma boa pedida no segmento.

Confira mais imagens do carro:

  • Mini Cooper Roadster - Foto 1
    Mini Cooper Roadster - Foto 1
  • Mini Cooper Roadster - Foto 2
    Mini Cooper Roadster - Foto 2
  • Mini Cooper Roadster - Foto 3
    Mini Cooper Roadster - Foto 3
  • Mini Cooper Roadster - Foto 4
    Mini Cooper Roadster - Foto 4
  • Mini Cooper Roadster - Foto 5
    Mini Cooper Roadster - Foto 5
  • Mini Cooper Roadster - Foto 6
    Mini Cooper Roadster - Foto 6
  • Mini Cooper Roadster - Foto 7
    Mini Cooper Roadster - Foto 7
  • Mini Cooper Roadster - Foto 8
    Mini Cooper Roadster - Foto 8