Uma das grandes estrelas do Salão de Paris 2012, um dos maiores eventos do setor automobilístico do mundo inteiro, acabou sendo apresentado antes mesmo do Salão ser aberto. Geralmente as montadoras acabam guardando suas maiores surpresas para o final, mas sem duvidas aquele carro que está conseguindo brilhar do começo ao fim do evento é o Golf 7.

Geralmente as grandes estrelas destes eventos acabam sendo carros inéditos que estão sendo mostrados pela primeira vez, ou modelos que acabam recebendo uma mudança radical no design, mas a sétima geração do Golf acaba não se encaixando em nenhuma desta situações, e mesmo assim conseguiu se destacar.

Golf 7

Fazendo um pequeno resumo do que pode ser esperado deste carro que foi o primeiro a ser mostrado no Salão de Paris, o carro não traz grandes e significativas mudanças em termos de design no veículo que é consagrado como um dos mais vendidos em diversos países. Por outro lado, o carro conseguiu chamar atenção por causa de algumas promessas que foram feitas pela montadora Volkswagen em relação ao seu desempenho e também ao seu comportamento na estrada. Isso acabou despertando uma certa curiosidade entre as pessoas que estavam passeando pelo Salão do Automóvel.

Isso porque a Volks decidiu mostrar no Salão duas versões diferentes do carro. O primeiro seria conhecido como a versão mais convencional da sétima geração do Golf. E também uma outra versão estaria sendo lançada chamada de Bluemotion com uma tecnologia inovadora em termos de consumo de combustível. As duas versões desta sétima geração do Golf serão lançadas juntas, mas a marca ainda não se posicionou sobre quando acontecerá este lançamento. Aliás, o modelo tinha cara de concption car, já que a montadora ainda nem definiu o local onde os carros serão fabricados, sendo que é a grande as chances que eles sejam feitos aqui mesmo no Brasil.

Traseira - Golf 7

Mudanças pequenas no design

Falando mais especificamente sobre a edição mais convencional da sétima geração do Golf, o carro simplesmente não causou grandes surpresas no salão. Mesmo assim, sempre o seu espaço é o local mais procurado pelos visitantes e causou até mesmo um certo alvoroço durante a abertura do salão para imprensa. Uma das explicações mais plausíveis para isso é que o carro acaba chamando a atenção por si só. Sempre que as pessoas escutam o nome Golf acabam tendo sua atenção chamada, tamanho é o sucesso do carro.

Em termos de design, poucas mudanças poderiam ser notadas no carro que estava sendo exposto no espaço da Volks. Algumas alterações mais sutis na parte da frente poderiam ser percebidas pelos mais atentos. Algo que realmente acabava fazendo com que a pessoa prestasse um pouco mais de atenção era a robustez do carro, que acabou ganhando alguns pontos em relação aos modelos passados. O carro acaba parecendo mais alto do que os modelos que eram lançados no modelo dos anos anteriores, mas segundo as informações que foram divulgadas pela montadora, é uma impressão que é causada pelo afilamento das lanternas, que acabam trazendo os grafismos "ponto-e-vírgula" adotados na linguagem visual da Volks.

Lateral - Golf 7

Uma das preocupações da montadora, depois que eles tomaram a decisão estratégica de lançar os dois modelos ao mesmo tempo, que este convencional também foi feito pensando em economizar combustível. Isso porque o sistema de motor do carro acabou sendo modificado, permitindo que o motorista não precise mais gastar tanto combustível enquanto está rodando pelas cidades. Mas apesar de fazer questão de deixar isso bem claro, a montador acabou não entrando muito em detalhes em relação ao consumo de combustível deste carro.

Galeria

  • Volkswagen Golf 7 - Foto 1
    Volkswagen Golf 7 - Foto 1
  • Volkswagen Golf 7 - Foto 2
    Volkswagen Golf 7 - Foto 2
  • Volkswagen Golf 7 - Foto 3
    Volkswagen Golf 7 - Foto 3
  • Volkswagen Golf 7 - Foto 4
    Volkswagen Golf 7 - Foto 4
  • Volkswagen Golf 7 - Foto 5
    Volkswagen Golf 7 - Foto 5
  • Volkswagen Golf 7 - Foto 6
    Volkswagen Golf 7 - Foto 6
  • Volkswagen Golf 7 - Foto 7
    Volkswagen Golf 7 - Foto 7
  • Volkswagen Golf 7 - Foto 8
    Volkswagen Golf 7 - Foto 8
  • Volkswagen Golf 7 - Foto 9
    Volkswagen Golf 7 - Foto 9
  • Volkswagen Golf 7 - Foto 10
    Volkswagen Golf 7 - Foto 10
  • Volkswagen Golf 7 - Foto 11
    Volkswagen Golf 7 - Foto 11
  • Volkswagen Golf 7 - Foto 12
    Volkswagen Golf 7 - Foto 12
  • Volkswagen Golf 7 - Foto 13
    Volkswagen Golf 7 - Foto 13
  • Volkswagen Golf 7 - Foto 14
    Volkswagen Golf 7 - Foto 14
  • Volkswagen Golf 7 - Foto 15
    Volkswagen Golf 7 - Foto 15

Bluemotion

Mas uma das grandes apostas da Volks estava no modelo da sétima geração do Golf que ficou conhecida como BlueMotion. Assim como a versão convencional, o que foi mostrado no Salão era um conceito, já que as vendas começarão apenas em meados de 2013, sendo que também não está definido onde o carro será fabricado. E a principal característica deste modelo é a questão de economia de combustível. Segundo as informações que estão sendo divulgadas pela montadora, a meta do carro é atingir a incrível marca de 31,25 Km rodados com apenas um litro de combustível, o que o tornaria um dos carros de passeio mais econômicos do mundo. Mas o combustível em questão seria o diesel, que na Europa é liberado em carros de passeio, diferente do Brasil.

Golf 7 é uma das grandes estrelas do Salão de Paris

Se esta economia realmente for confirmada, será 15% maior que a da geração anterior da versão, de 2009 (o primeiro Golf BlueMotion é de 2007).

Em termos de design, realmente o consumidor poderá ter dificuldades de ver algum diferencial dos outros modelos da marca lançados. E a Volks disse na apresentação que gostaria realmente de manter o design do carro, que acredita ainda ser incrivelmente atual, e dar mais espaço para esta mudança no consumo de combustível. Para as pessoas terem uma ideia mais clara do que isso significa se realmente acontecer, as pessoas poderão rodar cerca de 1560 Km apenas com um tanque cheio de 50 litros.

O grande segredo para o consumo mais inteligente do combustível é um propulsor de 1,6 litro com turbocompressor e injeção dieta de diesel, que é capaz de gerar cerca de 25 kgfm a 1.500 rpm. Uma outra novidade é que quando este novo modelo começar a ser fabricado, ele vai chegar nas mãos dos consumidores mais leve, cerca de 63 kg a menos do que o modelo atual.

Interior - Golf 7

Aqui no Brasil, infelizmente o Bluemotion não vai conseguir rodar de acordo com a meta da montadora, isso porque o motor aqui será bicombustível aspirado, o que acaba retirando cerca de 30% do desempenho. Mas segundo as informações da montadora, a versão brasileira poderá chegar aos 21,3Km/h, mesma marca do Fox.