Escolher os carros mais bonitos em cada edição dos salões espalhados pelo mundo acaba sendo uma tarefa prazerosa e até então obrigatória para a maioria dos veículos de comunicação e dos jornalistas que cobrem o setor. Mas uma outra escolha também acontecia, antigamente meio escondida para não “magoar” as grandes montadoras, mas que agora já estão escrachadas em grande parte das matérias é a eleição para conheder o carro mais estranho de cada edição dos eventos.

Opel Adam

Segundo grande parte dos jornalistas que estiveram presentes na edição deste ano do Salão do Automóvel de Paris, o carro mais bonito acabou sendo uma escolha fácil: o Mercedes-Benz Classe A. Mas o título de carro mais esquisito que esteve na exposição também acabou sendo uma escolha praticamente unanime: o Opel Adam. O carro realmente acabou causando arrepios nos apaixonados por veículos que estiveram presentes neste que é um dos mais importantes eventos automobilístico do mundo. Alguns adjetivos foram utilizados para definir o carro, sendo que o mais encontrado era “detestável”, para se ter uma ideia do que realmente representava este carro no evento.

Então vamos conhecer mais sobre aquele que foi considerado o carro mais esquisito do ano, o Opel Adam.

Opel Adam: o estranho do Salão de Paris

Antes de mais nada, a primeira coisa que realmente acaba chamando atenção de cara é o nome do carro. Afinal de contas, porque ele foi batizado de Opel Adam? Segundo as informações que estavam disponíveis juntamente com o carro em um dos espaços da GM, o nome é uma grande homenagem ao fundador da empresa, que hoje é a divisão de produção na Alemanha da General Motors. E qual era o nome do cidadão que criou a montadora? Opel Adam! Mas convenhamos, depois de ver o resultado final do carro não se sabe se foi realmente uma homenagem ou uma pegadinha feita por alguma pessoa que não nutria tantos sentimentos positivos em relação ao sr. Opel. E ainda sobre o nome do carro, ele também tem sobrenome. São os três disponíveis: Jam, Glam e Slam.

O lançamento da GM mostra que a marca realmente está decidida a entrar em um segmento que estava acompanhando mais pelo lado de fora, que é o de subcompactos. Apesar de ser eleito como um dos carros mais bizarros deste ano, ele é considerado um veículo premium, ou seja, não é para qualquer um conseguir comprar este veículo. Ele chega ao mercado para competir com Fiat 500, MINI Cooper, Citroën DS3 e companhia. Segundo as informações que estavam sendo divulgadas pela GM, o carro começará a ser vendido nas concessionárias da Europa a partir de janeiro de 2013, e ainda não tem previsão de chegar por aqui. O preço final do veículo também ainda não foi divulgado, mas tudo indica que deverá ficar em torno de R$ 35 mil.

Compacto esquisito

A GM levou realmente a sério o conceito de carros compactos. Segundo dados da Opel, ele mede 3,70 metros de comprimento e 1,74 m de largura. Ainda assim, ele pode transportar até 4 pessoas, sendo que no banco traseiro os espaços são individuais. Já a capacidade volumétrica do porta-malas não chega a 200 litros. Ou seja, esqueça este carro se você tiver mais de duas pessoas em sua família, e ate mesmo para um carona o carro já se torna um pouco apertado. Mesmo assim, analistas de mercado defendem a entrada da GM neste segmento, apesar de tardia, porque o mercado Europeu realmente aceita muito bem este tipo de carro. Já aqui no Brasil ainda são muito poucos aqueles que se arriscam para comprar um compacto destes.

Opel Adam - Interior

Como seus concorrentes, o novo compacto da GM na Europa também oferece um vasto leque de itens para personalização. Os motoristas que tiverem coragem suficiente para comprar este carro poderão pelo menos personalizar uma série de itens. É possível, por exemplo, combinar diversas opções de cores internas e externas, com opções de tons que podem ser escolhidas quando for encomendado o carro. A estratégia é permitir que realmente cada carro seja exclusivo, com a cara do dono. E este conceito fica mais claro quando paramos para analisar o slogan do carro: é “Almost unlimited” (“quase ilimitado”, em inglês).

Mesmo que o carro seja considerado estranho, o desempenho dele fica na mesma média dos seus concorrentes. Quando chegar ao mercado o Adam será oferecido com três opções de motor a gasolina: 1.2 de 70 cv e 1.4 de 87 cv ou 100 cv, todos com transmissão manual de 5 marchas. Mais adiante – a marca não especificou uma data - a Opel já avisou que prepara um propulsor de última geração para o compacto, com recursos como turbocompressor e sistema de injeção direta de gasolina. Essas tecnologias ajudam a reduzir o consumo de combustível.

Opel Adam - Painel

Design “Frankenstein”

O carro estava sendo chamado de Frankenstein dos modelos expostos. Isso porque o carro quando olhado do lado de fora realmente parecia que o carro tinha sido montado com diversas partes de modelos diferentes. De certos ângulos da frente do carro, o Opel lembra alguns modelos como Smart com Porsche Cayenne. Outros também acharam certas semelhanças com outros carros, como Lifan 320. Mas uma das características mias bizarras do veículo é que o usuário acaba não entendendo se a pessoa está olhando para dianteira ou para a traseira do carro. Isso porque na traseira do Adam há quatro lanternas, sendo que a da ré e a de neblina, que ficam no para-choques, são tão grandes que parecem faróis. Ou seja, a traseira parece uma dianteira.

Estes elementos foram suficientes para eleger o Adam Opel como o carro mais estranho de Paris 2012.

  • Opel Adam - Foto 1
    Opel Adam - Foto 1
  • Opel Adam - Foto 2
    Opel Adam - Foto 2
  • Opel Adam - Foto 3
    Opel Adam - Foto 3
  • Opel Adam - Foto 4
    Opel Adam - Foto 4
  • Opel Adam - Foto 5
    Opel Adam - Foto 5
  • Opel Adam - Foto 6
    Opel Adam - Foto 6
  • Opel Adam - Foto 7
    Opel Adam - Foto 7