A Chevrolet apresentou no Salão de Xangai o novo Tracker. O modelo chega com uma série de mudanças, começando pelo tamanho do veículo. Se atualmente o SUV é considerado como um dos menores do mundo em seu segmento, agora o carro vai ganhar mais corpo, chegando a 4,27 metros de comprimento e 2,57 metros de entre-eixos.

Chevrolet apresenta novo Tracker no Salão de Xangai

Em comparação com a geração atual do Tracker, ele é 1,5 cm mais longo e largo, 0,7 cm mais baixo e possui entre-eixos 2 cm maior que o modelo atual. A plataforma que será utilizada para fazer o novo carro é a GEM, base global feita para veículos compactos desenvolvida pela General Motors e pela chinesa SAIC.

O design apresentado no Salão remete diretamente ao Onix, especialmente na sua parte da frente. A dianteira conta com uma enorme grade hexagonal dianteira. Na traseira, o novo Tracker conta com lanternas no formato horizontal, o que acaba deixando mais evidente a largura do veículo.

  • Chevrolet apresenta novo Tracker no Salão de Xangai - Foto 1
    Chevrolet apresenta novo Tracker no Salão de Xangai - Foto 1
  • Chevrolet apresenta novo Tracker no Salão de Xangai - Foto 2
    Chevrolet apresenta novo Tracker no Salão de Xangai - Foto 2
  • Chevrolet apresenta novo Tracker no Salão de Xangai - Foto 3
    Chevrolet apresenta novo Tracker no Salão de Xangai - Foto 3
  • Chevrolet apresenta novo Tracker no Salão de Xangai - Foto 4
    Chevrolet apresenta novo Tracker no Salão de Xangai - Foto 4

A montadora não confirmou a motorização durante o evento, mas um detalhe na parte de trás do carro pode ter revelado o conjunto mecânico que deve ser lançado no mercado chinês. O logotipo 325T é alusivo ao motor 1.0 turbo de três cilindros que até então é inédito. Este motor também será produzido no Brasil, em uma versão bicombustível.

Equipado com injeção direta de combustível, o motor deve entregar 115 cavalos de potência com um consumo de 18,1 km/l. Mas esses dados devem mudar neste modelo.

A versão do Tracker que foi apresentada hoje é a esportiva chamada Redline. Este modelo tem uma grande chance de ser vendido no Brasil, mas somente em 2020.