• Chevrolet Onix Lollapalooza - Foto 1
    Chevrolet Onix Lollapalooza - Foto 1
  • Chevrolet Onix Lollapalooza - Foto 2
    Chevrolet Onix Lollapalooza - Foto 2
  • Chevrolet Onix Lollapalooza - Foto 3
    Chevrolet Onix Lollapalooza - Foto 3
  • Chevrolet Onix Lollapalooza - Foto 4
    Chevrolet Onix Lollapalooza - Foto 4
  • Chevrolet Onix Lollapalooza - Foto 5
    Chevrolet Onix Lollapalooza - Foto 5

As séries especiais de automóveis no Brasil estão em alta. Rock in Rio, Sublime, X-Box, Tweed, Grazie, Last Edition, Blackmotion, Wolverine e Seleção são algumas que desembarcaram por aqui recentemente. A concepção consiste em oferecer uma configuração mais equipada que a convencional vendida no mercado. E o motivo de criar essas edições é o mais puro marketing, para dar um “upgrade” nas vendas de modelos. Atualmente, a Chevrolet contribui com quatro ações nesse sentido. A primeira é a Advantage – que contempla Cobalt, Spin e Classic. Depois vem Effect, que deixa Agile e Sonic com visual esportivo. Já a Tracker Freeride ganha até uma bicicleta de “brinde”. Agora, a aposta da marca norte-americana é nos festivais de música. A exemplo do que a Volkswagen faz com Rock In Rio, a Chevrolet investiu no Lollapalooza e deu ao seu best-seller Onix uma edição especial. Com o objetivo de atingir um público jovem, o hatch é baseado na versão LT com motor 1.0 litro, tem apenas 4 mil unidades produzidas, adesivos referentes ao festival e mais equipamentos de série. Tudo ao preço de R$ 41.890.

O espetáculo criado em 1991 nos Estados Unidos, atualmente acontece em diversas regiões da América do Sul como o Chile, a Argentina e, pela terceira vez, o Brasil. E o local escolhido tem tudo a ver com carros. Em 2014, o Lollapalooza foi realizado no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, e recebeu mais de 140 mil pessoas nos dois dias de espetáculo. E é nessa “onda” que a Chevrolet quer surfar. Com 60% do público formado por jovens até 26 anos, a fabricante se mostra otimista e projeta que, em dois meses, todas as unidades do Onix Lollapalooza sejam vendidas.

Interior do Chevrolet Onix Lollapalooza

A escolha do Onix não foi aleatória. O hatch compacto é o carro mais vendido da Chevrolet atualmente. Em 2013, foram mais de 10 mil unidades comercializadas por mês. E o “fôlego” de vendas continua em 2014. No primeiro trimestre, o carro já registrou mais de 30 mil emplacamentos – com destaque para março que obteve 12.245 unidades. Nas parciais iniciais do mês de abril, o Onix aparece no topo do ranking nacional de carros de passeio, embolado com Fiat Palio e Volkswagen Gol.

Visualmente, o Onix Loolapalooza traz pequenas diferenças em relação ao modelo “convencional”. As principais são os adesivos com referências ao festival na tampa do porta-malas e nas colunas. Mas o hatch comemorativo ainda vem com retrovisores na cor prata, faróis com lente na cor Ice Blue, antena esportiva, lanternas traseiras escurecidas e rodas de liga leve de 15 polegadas com a borda externa diamantada. No interior, as modificações são mais perceptíveis. Há muitos detalhes em laranja – cor predominannte do Lollapalooza – como nas bordas dos tapetes de carpete, nos minni tapetes de borracha para porta-objetos e elástico de console e também porta-óculos. A carroceria dispõe de três cores: branco, azul e laranja, exclusiva para a versão.

Traseira com Emblema do Evento

Para “agregar valor” ao Onix, a Chevrolet adicionou alguns recursos de série à versão Lollapalooza. Entre eles estão ar-condicionado, direção hidráulica, vidros elétricos dianteiros com acionamento remoto de abertura e fechamento pela chave canivete, travas elétricas e o principal deles: o sistema multimídia My Link. Com uma aceitação que ultrapassa os 70%, o equipamento mais popular da Chevrolet traz entradas USB/AUX e Bluetooth. Ele também reproduz fotos, vídeos, músicas e determinados aplicativos de smartphones como GPS. À parte de todas estas funcionalidades, o sistema executa funções tradicionais de rádio AM/FM com leitor de áudio para arquivos MP3/WMA.

Para não onerar muito um carro voltado para um público mais jovem, os 4 mil exemplares do Onix Lollapalooza são equipados com o motor flex SPE/4 1.0 litro. Ele entrega 78 cv/9,5 kgfm de torque com gasolina e 80 cv/9,8 kgfm qundo abastecido com etanol. Para a série especial, o câmbio é sempre manual de cinco marchas. Com esse conjunto, o carro chega aos 100 km/ em 13,7/13,3 segundos e tem velocidade máxima de 162/167 km/h – com gasolina e etanol, respectivamente.

Frente do carro não sofreu alterações

Primeiras impressões

Bossa nova

Indaiatuba/São Paulo - Tirando os bonitos “stickers” referentes à serie especial, o Onix Lollapalooza é um Onix “normal”. As portas garantem um bom ângulo de abertura para o motorista e, uma vez dentro, a posição de dirigir é facilmente encontrada – apesar de o volante só ter ajuste de altura. No Campo de Provas da Cruz Alta da General Motors, em Indaiatuba, no interior de São Paulo, foi possível submeter o hatch a várias provações. No circuito misto, os buracos que simulam realisticamente o asfalto das estradas brasileiras foram bem absorvidos pelo conjunto de suspensão do Onix. O hatch também garante boa dirigibilidade em curvas mais acentuadas, mantendo um comportamento perto da neutralidade e com rolagens controladas na carroceria.

O motorista é que merecia um maior apoio lateral dos bancos para o corpo. Equipado com o motor 1.0 litro de máximos 80 cv com etanol no tanque, o Onix tem um desempenho mais para bossa nova do que para o rock ‘n roll. O torque de 9,8 kfm a elevados 5.200 giros tira um pouco da agilidade do hatch em baixas rotações. Para o caótico trânsito das grandes cidades, o carrinho não deixa a desejar. Mas na hora de “encher” o motor e andar um pouco mais rápido, a paciência precisa ser exercitada. Nada muito fora do comum que os outros 1.0 oferecem. Os engates do câmbio manual também se mostraram bem escalonadas e precisos.

Dentro do carro, os detalhes na cor laranja se multiplicam. Eles estão na costura dos bancos e da alavanca de câmbio, nas bordas dos tapetes e na forração dos porta-trecos. Mas não chegam a ser enjoativos. Outra qualidade do Onix é a percepção de espaço que cria: dá a impressão se tratar de um carro maior. Claro, não se compara a modelos de segmentos acima, mas, entre os compactos,  consegue certo destaque. A explicação pode passar pelos 2,52 metros entre os eixos – 2 cm a mais que o Hyundai HB20 e 10 cm acima do Volkswagen Up. Outro ponto positivo que vem de série na versão Lollapalooza é o sistema My Link. Presente em quase todos carros da gama da Chevrolet, o dispositivo tem uso intuitivo e manuseio bem simples, além de trazer os dispositivos da “moda” como entrada USB e Bluetooth. Tudo para atrair um público jovem e, cada vez mais, conectado.

Traseira do Onix Lollapalooza

Ficha técnica

Chevrolet Onix Lollapalooza

MotorFlex, dianteiro, transversal, 999 cm³, quatro cilindros em linha, duas válvulas por cilindro e comando simples no cabeçote. Injeção multiponto sequencial e acelerador eletrônico
Potência máxima80 e 78 cv a 6.400 rpm com etanol e gasolina
Torque máximo9,8 e 9,5 kgfm a 5.200 rpm com etanol e gasolina
Aceleração de 0 a 100 km/h13,3 e 13,7 segundos com etanol e gasolina
Velocidade máxima167 e 162 km/h com etanol e gasolina
Diâmetro e curso71,1 mm X 62,9 mm
Taxa de compressão12,6:1
Pneus185/65 R15
TransmissãoCâmbio manual com cinco marchas à frente e uma a ré. Tração dianteira
SuspensãoDianteira independente do tipo McPherson com barra estabilizadora. Traseira semi-independente com eixo de torção
FreiosDiscos na frente e tambor atrás. ABS de série
CarroceriaHatch em monobloco com quatro portas e cinco lugares. Com 3,93 metros de comprimento, 1,70 m de largura, 1,48 m de altura e 2,52 m de distância entre-eixos. Oferece airbag duplo de série
Capacidade do porta-malas280 litros
Tanque de combustível54 litros
ProduçãoGravataí, Rio Grande do Sul
Itens de sériear-condicionado, direção hidráulica, vidros elétricos dianteiros com acionamento remoto, chave canivete, travamento automático das portas ao atingir 15 km/h, brake light traseiro,  sistema multimídia My Link com tela de 7 polegadas sensível ao toque, máscara negra com lente decorativa na cor Ice Blue, retrovisores na cor prata, adesivos nas colunas e na tampa do porta-malas, antena esportiva, lanternas traseiras escurecidas e rodas de liga leve de 15 polegadas
PreçoR$ 41.890

Autor: Raphael Panaro (Auto Press)
Fotos: Raphael Panaro/Carta Z Notícias e Motor: Divulgação