Essa turminha faz parte do top dos Sedans Compactos, também chamados de Premiums. Grande parte dos atributos que mudam tal categoria se deve aos acessórios e itens de série, que neste caso vem mais recheado.

Selecionamos três modelos que disputam a atenção do consumidor. Qual leva a melhor? Confira.

Sedans compactos premium: New Fiesta x Sonic x City

Ford New Fiesta Sedan

Os amantes do Ford New Fiesta Sedan tiveram um agradável presente no último Salão do Automóvel de São Paulo. É que foi feita a estréia mundial do novo design do modelo. Algumas mudanças externas no desenho da dianteira e traseira garantiram a surpresa que começa a ser vendida no Brasil em 2013.

Faróis alongados, linha de cintura alta, vincos nas laterais e frente agressiva. São alguns dos ingredientes que deixam o New Fiesta Sedan em posição de design tão confortável. Foi um processo de inovação, alinhado com a identidade global da montadora americana. Retrovisores na porta, altura diferenciada do porta-malas, vidros diferenciados e lanternas especiais são alguns dos destaques do modelo.

New Fiesta - Desenho atual

Um dos aspectos negativos apontado pela crítica automotiva é a baixa nas vendas do possante. De acordo com dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), apenas 13 mil unidades foram emplacadas em 2011. Algumas explicações ainda dão conta de esse montante estaria compartilhado com o New Fiesta e o Fiesta Sedan "antigo" .

O que não é uma novidade no mercado automotivo já que a Chevrolet Classic também já teria feito o mesmo cálculo com o Corsa Sedan.

A questão é que frente à concorrência, o New Fiesta Sedan está perdendo e muito, já que também em 2011 foram emplacadas 12.236 unidades do City e 8.964 do Cerato. A própria Ford assegurou que, entre 2010 e 2011, foram vendidas apenas 7.200 unidades do New Fiesta. E esse foi um período de massiva campanha publicitária do modelo. E qual seria a explicação para essa reduzida taxa de vendas? O design é interessante, o motor, os equipamentos e preço não destoam da concorrência...

No Brasil, o New Fiesta é vendido em versão única, chamada SE. Alguns itens de série: ar-condicionado (analógico), direção elétrica, vidros e travas elétricas, computador de bordo e som. Os freios ABS têm custo extra, assim como os sete air bags, bancos de couro e outros mimos e confortos.

Internamente, requinte e modernidade. Painel conta com rádio que se assemelha a um teclado de celular. O emborrachado utilizado é de bom nível. Em que pesem essas vantagens, falta marcador de temperatura do motor.

Interior do New Fiesta passa a ideia de requinte e conforto

A imponência e o porte majestoso do New Fiesta enganam... com 1,7 metros, entre-eixos de 2,49 m, a parte traseira deixa um pouco a desejar. A altura, 1,44 metros e o porta-malas com capacidade para 440 litros também não são tão espaçosos.

O motor é bem avaliado, com câmbio manual de cinco velocidades (único disponível). Um 1.6 Sigma Flex, que rende 115 cv com álcool a 5.500 rpm e garante 16,2 kgfm de torque a 4.250 rpm. E o plus: bem econômico. Na cidade e na estrada, média de 10,1 km/l.

Silencioso e com boa capacidade de retomada, garante boas arrancadas em subidas e uma direção leve.
Para alguns, a explicação está no preço: considerado alto para o “pouco” status do modelo frente à concorrência. Uma redução pode surgir...

Galeria

  • Ford New Fiesta - Sedan - Foto 1
    Ford New Fiesta - Sedan - Foto 1
  • Ford New Fiesta - Sedan - Foto 2
    Ford New Fiesta - Sedan - Foto 2
  • Ford New Fiesta - Sedan - Foto 3
    Ford New Fiesta - Sedan - Foto 3
  • Ford New Fiesta - Sedan - Foto 4
    Ford New Fiesta - Sedan - Foto 4
  • Ford New Fiesta - Sedan - Foto 5
    Ford New Fiesta - Sedan - Foto 5
  • Ford New Fiesta - Sedan - Foto 6
    Ford New Fiesta - Sedan - Foto 6
  • Ford New Fiesta - Sedan - Foto 7
    Ford New Fiesta - Sedan - Foto 7

Chevrolet Sonic Sedan

Um design moderno e jovial, semelhante à versão hatch do modelo. Você pode encontrá-lo em três versões: LT e LTZ com motorização 1.6, desempenho de 116cv a gasolina e 120cv com etanol (a mesma presente no modelo hatch). A tração é dianteira e a direção é hidráulica.

Traseira do Chevrolet Sonic

Medindo 1,51m de altura, 1,73m de largura, 4,39m de comprimento e 2,52m entre-eixos, o compacto da Chevrolet possui porta-malas de 477L e tanque de 46L.

A General Motors apostou em estratégias de renovação, especialmente para os modelos vendidos no Brasil. Em algumas análises da versão mais sofisticada da linha, a chamada LTZ (câmbio automático) foi bem avaliada.

Sensação de esportividade, toques mais modernos e a idéia de movimento.

Frente do Chevrolet Sonic

A versão LTZ conta com revestimento em couro para os bancos e velocidade controlada automaticamente. Em tons de cinza e preto, o acabamento interno é satisfatório. Um diferencial em relação a outros modelos é o painel, que lembra o painel de motos, com iluminação azul. Não disponibiliza termômetro do motor. Bom volante, que “entende” comandos do som, sistema Bluetooth e controle de velocidade.

Com espaço que garante um considerável conforto para os passageiros, conta com porta-malas de 477 litros. Itens de segurança: airbags frontais, freios ABS, espaço para cadeiras infantis. Não contempla regulagem interna de altura dos fachos dos faróis e cinto de três pontos.

Sedan e Hatch, lado a lado

O motor 1.6 16V garante bom fôlego, mas o desempenho tem interferências por conta do câmbio automático. Nas trocas manuais, a situação melhora. O conjunto da suspensão também não é tão satisfatório. A estabilidade  e a direção são satisfatórias.

Versões disponíveis

  • GM SONIC SEDAN LTZ 16V 1.6 4P 2013
    Preço sugerido: R$ 52.000,00
  • GM SONIC SEDAN LT 16V AUT. 1.6 4P 2013
    Preço sugerido: R$ 52.900,00
  • GM SONIC SEDAN LTZ 16V AUT. 1.6 4P 2013
    Preço sugerido: R$ 56.700,00

Painel mistura digital e analógico

Ficha técnica

MOTOR

Motor 1.6
Cilindradas (cm3): 1598
Combustível: Bi-combustível (G/A)
Potência (cv): 116(G) / 120(A)
Torque (kgf.m): 15,8(G) / 16,3(A)
Taxa de Compressão: 10,8
Alimentação Injeção eletrônica: multiponto sequencial
Cilindros: L4
Válvulas/Cilindro: 4

MECÂNICA

Câmbio: Transmissão de 5 marchas manual
Tração: dianteira
Direção: hidráulica
Suspensão Dianteira: independente
Suspensão Traseira: Barra de torção traseira

DIMENSÕES/CAPACIDADE

Altura (mm): 1517
Largura (mm): 1735
Comprimento (mm): 4399
Distância entre eixos (mm): 2525
Capacidade do tanque (l): 46
Porta Malas / Caçamba (L): 477
Peso (kg): 1218

PNEUS E RODAS

Pneus Dianteiros: 205/55 R16
Pneus Traseiros: 205/55 R16
Rodas Roda em liga leve: 16"

SEGURANÇA

ABS: Item de Série
Airbag: Duplo Frontal
Alarme: Item de Série
Apoios de cabeça traseiros: Item de Série
Chave com telecomando: Item de Série
Controle de Estabilidade: não disponível
Controle de Tração: não disponível
Freios Dianteiros: a disco ventilados
Freios Traseiros: não disponível
Sistema Anti-Furto: : não disponível

Honda City

A produção do City pela Honda começou em 1981. Atualmente, o modelo já consagra-se com a 5ª geração e acirra a disputa com Peugeot 207 Passion, Ford Fiesta Sedan, Polo Sedan, entre outros.

Honda City - O mini Civic

Versões disponíveis

Nas versões Dx Flex 1.5 Manual, Lx Flex 1.5 (automático e manual) e Ex Flex Automático, todos motorizados com propulsor 1.5 que desempenha 115 cavalos de potência, compete com uma estratégia de garantia de três anos.

O modelo foi atualizado recentemente e tem bons índices de vendas na categoria dos sedans. Com um câmbio mais curto, o Honda também proporciona boa agilidade, o que conta pontos para o caos do transito urbano.

Na estrada, cai um pouco em desvantagem, pois garante mais de 4 mil rpm quando se está a 120 km/h e esse índice gera um ruído que incomoda.

A traseira segue a identidade da Honda

A direção do Honda deixa o motorista um pouco mais “alto”, mas sai na frente porque conta com assistência elétrica, o que facilita em momentos de manobras nas cidades.

Um bom porta-malas com 506 litros e flexibilidade para a regulagem de altura também são destaques. O espaço traseiro não deixa a desejar em termos de conforto.

Um dos grandes diferenciais do Honda em relação aos seus concorrentes está no acabamento: material de qualidade superior, preciosismo nos detalhes, boa iluminação. Para quem pretende optar pelas cores metálicas e perolizadas basta um investimento um pouco maior

Galeria

  • Honda City - Foto 1
    Honda City - Foto 1
  • Honda City - Foto 2
    Honda City - Foto 2
  • Honda City - Foto 3
    Honda City - Foto 3
  • Honda City - Foto 4
    Honda City - Foto 4
  • Honda City - Foto 5
    Honda City - Foto 5
  • Honda City - Foto 6
    Honda City - Foto 6
  • Honda City - Foto 7
    Honda City - Foto 7

Ficha técnica

MOTOR

Motor: 1.5
Cilindradas (cm3): 1496
Combustível: Bi-combustível (G/A)
Potência (cv): 115(G) / 116(A)
Torque (kgf.m): 14,8 (G/A)
Taxa de Compressão: 10,4
Alimentação: Injeção eletrônica - multiponto sequencial
Cilindros: L4
Válvulas/Cilindro: 4

MECÂNICA

Câmbio: Transmissão de 5 marchas manual
Tração: dianteira
Direção: eletrônica
Suspensão Dianteira: independente
Suspensão Traseira: Barra de torção traseira

DIMENSÕES/CAPACIDADE

Altura (mm): 1480
Largura (mm): 1695
Comprimento (mm): 4400
Distância entre eixos (mm): 2550
Capacidade do tanque (l): 47
Porta Malas / Caçamba (L): 506
Peso (kg): 1122

PNEUS E RODAS

Pneus Dianteiros: 175/65 R15
Pneus Traseiros: 175/65 R15
Rodas