A Ford confirmou nesta semana que vai vender no mercado brasileiro o Territory, seu SUV de origem chinesa. Além do Brasil, o carro também deve ser vendido no mercado argentino, e a chegada em ambos os países deve acontecer em 2020. O modelo já foi apresentado no Brasil, durante o Salão do Automóvel de 2018.

Ford confirma Territory para o Brasil em 2020

Na China, o carro é vendido como um modelo de baixo custo e conta com uma variada gama de motorização. Além do propulsor mais clássico, movido a gasolina, o carro ainda conta com opções híbridas, sendo uma mais leve e outra plug-in, que permite com que a bateria seja carregada em tomadas convencionais.

O carro chegará para concorrer diretamente com o Jeep Compass, já que conta com diversos elementos parecidos, inclusive em relação ao seu porte. Por enquanto ainda não foram revelados os detalhes técnicos, mas a montadora divulgou alguns equipamentos que devem estar presentes no carro.

Dentre os itens esperados está uma câmera que terá a capacidade de fazer e registrar imagens em 360 graus, o painel completamente digital, sistema de piloto automático adaptativo, estacionamento automático, alerta de permanência de faixa e também sistema de monitoramento de ponto cego. Além disso, o carro também deve ter carregador sem fio para celular e suporte para Apple CarPlay sem cabo.

  • Ford confirma Territory para o Brasil em 2020 - Foto 1
    Ford confirma Territory para o Brasil em 2020 - Foto 1
  • Ford confirma Territory para o Brasil em 2020 - Foto 2
    Ford confirma Territory para o Brasil em 2020 - Foto 2
  • Ford confirma Territory para o Brasil em 2020 - Foto 3
    Ford confirma Territory para o Brasil em 2020 - Foto 3

Com luzes de LED em seu exterior, o Territory chinês está equipado também com sistemas de assistência de condução e pré-colisão, e piloto automático adaptativo. A montadora ainda não fala se todos os itens anunciados serão de série ou se haverá diferença entre versões.

Além disso, a Ford confirmou também que o Territory nacional terá detalhes internos e externos exclusivos para o mercado brasileiro, mas sem especificar quais seriam.