Chevrolet Celta a venda

Chevrolet Celta LS 1.0 (Flex) 2p
  • 2012/2013 •
  • 37.000 km
  • • Vermelho
R$ 16.500
Priscila
São Paulo (SP)
Chevrolet Celta 1.0 LT (Flex)
  • 2011/2012 •
  • 115.000 km
  • • Preto
R$ 17.500
Cynthia
São Paulo (SP)
Chevrolet Celta Life 1.0 VHC (Flex) 2p
  • 2009/2009 •
  • 98.965 km
  • • Preto
R$ 13.800
Claudio
São Paulo (SP)
Chevrolet Celta Life 1.0 VHC (Flex) 2p
  • 2008/2009 •
  • 73 km
  • • Preto
R$ 14.200
Raquel
São Caetano do Sul (SP)
Chevrolet Celta Life 1.0 VHC (Flex) 2p
  • 2006/2007 •
  • 162.000 km
  • • Preto
R$ 11.000
Ruan
Lençóis Paulista (SP)
Chevrolet Celta 1.0 VHC 2p
  • 2001/2001 •
  • Preto
R$ 11.800
Cascavel (PR)
Chevrolet Celta Life 1.0 VHC (Flex) 4p
  • 2009/2010 •
  • 300.000 km
  • • Vermelho
R$ 10.000
Leandro
Blumenau (SC)
Chevrolet Celta Spirit 1.0 VHCE (Flex) 4p
  • 2009/2010 •
  • 134 km
  • • Prata
R$ 15.000
Clebson
Itatiba (SP)
Chevrolet Celta 1.0 VHC 2p
  • 2009/2010 •
  • Prata
R$ 14.900
Cascavel (PR)
R$ 17.900
Londrina (PR)
Chevrolet Celta 1.0 VHC 2p
  • 2002/2003 •
  • 15.000.000 km
  • • Vermelho
R$ 13.000
Felipe
Novo Hamburgo (RS)
Chevrolet Celta LT 1.0 (Flex)
  • 2014/2015 •
  • 35 km
  • • Branco
R$ 27.800
Umuarama (PR)

Chevrolet Celta novo ou usado

O Chevrolet Celta começou a ser vendido no ano de 2000, marcando uma nova e ousada estratégia da montadora para o mercado brasileiro. A ideia era consolidar no Celta a imagem do carro mais barato do Brasil. Infelizmente a montadora acabou tendo dificuldades para conseguir deixar o modelo realmente mais barato do que alguns dos seus principais concorrentes.

Mesmo assim, o marketing feito de que esse caro conseguia oferecer uma relação custo-benefício superior a oferecida pelos concorrentes ajudou a tornar o modelo um dos mais vendidos do Brasil rapidamente. Nos primeiros quatro meses de vida o modelo conseguiu bater a marca das 21 mil unidades vendidas. No ano seguinte o Celta já conseguiu atingir um total de 90 mil emplacamentos.

Pouco desvalorizado

O Celta conseguiu seguir a sua trajetória de sucesso em relação as vendas. A partir do ano de 2002 o modelo conseguiu se sagrar no grupo dos carros que conseguiam vender mais de 100 mil unidades ao ano, sempre aparecendo entre os mais vendidos nos rankings mensais e anuais. No ano de 2003 as vendas cresceram ainda mais depois que a montadora decidiu lançar a versão 1.4 do modelo.

Um dos pontos que chamava atenção dos especialistas que tentavam entender o grande sucesso de um modelo tão novo como o Celta é o fato de que esse era um dos carros que menos desvalorizava com o passar do tempo, na época. A depreciação média do Celta em seu primeiro ano de uso ficava em 4,9%, abaixo dos seus principais concorrentes, como o Palio e o Gol, que apresentavam taxa de 5,4%.

Gerações e suas Versões

Diferentemente da maioria dos outros modelos de sucesso das montadoras, o Celta acabou ficando apenas na sua primeira geração. Mas isso não significa que o modelo não mudou com o passar dos anos. O carro teve o seu primeiro facelift no ano de 2006, tendo basicamente o Vectra como base.

O modelo teve uma segunda reestilização, que aconteceu no ano de 2012. Dentre as versões que mais fizeram sucesso do carro estavam a Life, que era a versão de entrada; a Spirit, que contava com alguns diferenciais no design; e a Super, que trazia rodas de 14 polegadas, iluminação diferenciada, dentre outros detalhes.

Fim

No mês de abril do ano de 2015 a Chevrolet confirmou oficialmente que o Celta deixaria de ser produzido. O objetivo da estratégia era dar espaço para o Onix.

Ordenar resultados

Acesse sua conta

Vá mais rápido usando sua rede social favorita:

    Usar o Google+


Ou acesse com seu e-mail:


Não tem cadastro? Crie uma Conta gratuitamente


Lojistas e Concessionários, acesse Central do Revendedor