Ford Escort a venda

Ford Escort Hatch GL 1.8 i
  • 1993/1993 •
  • 190.000 km
  • • Azul
R$ 4.800
Juliane
Votorantim (SP)
Ford Escort Hatch Hobby 1.0
  • 1995/1995 •
  • 64.000 km
  • • Vermelho
R$ 4.500
Abraão
Jaraguá do Sul (SC)
Ford Escort Hatch GL 1.8 MPi 16V 4p
  • 1998/1998 •
  • 50 km
  • • Verde
R$ 6.500
Marcos
São Paulo (SP)
Ford Escort Hatch L 1.6
  • 1993/1993 •
  • 189.000 km
  • • Branco
R$ 3.800
Sylvio
Rio de Janeiro (RJ)
Ford Escort Hatch GL 1.8 MPi 16V 2p
  • 1998/1998 •
  • 1 km
  • • Azul
R$ 5.800
Douglas
São Sebastião do Caí (RS)
Ford Escort Hatch L 1.6
  • 1993/1993 •
  • 240.000 km
  • • Preto
R$ 3.000
Morési
Várzea Grande (MT)
Ford Escort Hatch Ghia 1.6
  • 1985/1995 •
  • 81.237 km
  • • Branco
R$ 5.500
Manoel
Paulínia (SP)
Ford Escort Hatch GL 1.6 MPi 8V
  • 1995/1995 •
  • 1.800.000 km
  • • Azul
R$ 10.000
Antonio
São Paulo (SP)
Ford Escort Hatch GL 1.8 MPi 16V 4p
  • 1998/1999 •
  • 79.000 km
  • • Cinza
R$ 9.500
Sebastião
Poços de Caldas (MG)
Ford Escort Hatch Hobby 1.0
  • 1994/1994 •
  • 139 km
  • • Cinza
R$ 5.100
Antonio
São Paulo (SP)
Ford Escort Hatch Hobby 1.0
  • 1996/1997 •
  • 1.886.684 km
  • • Branco
R$ 5.000
Alef
Capivari (SP)
Ford Escort Hatch Ghia 1.6
  • 2000/2000 •
  • 20.000 km
  • • Cinza
R$ 5.000
Genival
Salvador (BA)

Ford Escort novo ou usado

O Escort foi um dos modelos mais icônicos da Ford, não apenas no mercado brasileiro, mas também em boa parte dos países onde conseguiu consolidar sua atuação. Mas particularmente no Brasil o carro acabou marcando toda uma geração, redefinindo conceitos e lançando tendências que seriam seguidas pela concorrência e também pela própria Ford nos lançamentos futuros.

O modelo começou a sua história por aqui no ano de 1983, quando passou a ser produzido. O projeto era baseado na III geração do Escort Europeu e acabou sendo lançado no mercado com o objetivo de substituir o Corcel II. Com isso, o Escort acabou se tornando como o principal representante do segmento de carros médios.

Acompanhante moderno

O nome Escort significa, em inglês, acompanhante. A ideia da montadora era justamente oferecer um modelo que acompanhasse as pessoas nas mais variadas situações. Na ocasião o seu projeto foi considerado bastante ousado, com linhas modernas para a época. O carro já chegava com as opções de três ou de cinco portas, o que era uma novidade entre os lançamentos.

Além disso, o modelo também chamava a atenção por onde andava especialmente por ser lançado com uma vasta opção de cores, sendo muitas delas se utilizando de uma tecnologia diferente, que deixa os tons mais brilhantes. Dentre os tons que foram escolhidos para o lançamento do modelo estavam o azul cobalto e também o vermelho.

O carro foi disponibilizado em quatro versões diferentes: L e GL, que podiam vir inicialmente com motor CHT 1.35L de 56,8/63,5 cavalos (G/A) ou CHT 1.6L de 65,3/73,4 cavalos. Já as demais versões tinham um motor 1.6 e eram considerados modelos mais esportivos.

Renovação necessária

No começo da década de 90 o Escort já começou a enfrentar algumas dificuldades para conseguir se consolidar em relação as suas vendas. No ano de 1992 a montadora decidiu lançar a segunda geração do modelo no mercado brasileiro, disponibilizando as seguintes versões: L, GL, Ghia, XR3 e XR3 conversível.

O carro estreava uma nova família de motores, a “AE”. O carro vinha com motor AE 1.6L. A GL podia vir tanto com o AE 1.6L quanto com o AP 1.8L de origem Volkswagen.

Já no ano de 1996, próximo do fim, a Ford decidiu lançar uma terceira geração do Escort, que foi batizado de Zetec. A principal atração da novidade era um motor moderno e que oferecia mais potência e consumia menos combustível: Zetec 1.8 16v de 115 cavalos.

Essa foi a última geração do Escort, que em 2003 deixava de ser produzido.

Ordenar resultados

Acesse sua conta

Vá mais rápido usando sua rede social favorita:

    Usar o Google+


Ou acesse com seu e-mail:


Não tem cadastro? Crie uma Conta gratuitamente


Lojistas e Concessionários, acesse Central do Revendedor