Salão do Carro

Mapa do Site

Infelizmente não localizamos anúncios com estes filtros. Exibindo ofertas da marca Ford.

Ford Pampa novo ou usado

A Pampa foi uma picape desenvolvida e comercializada pela Ford no mercado brasileiro, resultado de um movimento no qual a crise econômica obrigou a montadora a reduzir o seu mix de produção e racionalizar as plataformas. A ideia era basicamente criar mais modelos que alterassem apenas o design do carro, sem que fossem feitas grandes mudanças em termos de estrutura mecânica.

Família Corcel

A picape Pampa acabou surgindo a partir dos desenhos e um engenheiro chamado Luc de Ferran. Originalmente o projeto foi apresentado oficialmente durante o Salão do Automóvel de São Paulo, em sua edição do ano de 1982. O carro foi pensado a parti da mesma plataforma que era utilizada para a fabricação do Corcel II.

Diversas mudanças foram feitas para a criação de uma picape do porte da Pampa, sendo que algumas das principais estavam diretamente relacionadas ao tamanho do carro. O entre-eixos acabou sendo alongado para 2,58 metros. Além disso, o carro também ganhou um novo sistema de suspensão traseira, com molas semielípticas. Essa foi uma mudança considerada fundamental para que o carro conseguisse aguentar mais peso.

Já em 1984 a Ford promoveu algumas alterações em relação a Picape Pampa, fazendo com que o modelo começasse a ser vendido com tração 4x4 parcial. Um dos principais motivos para a empresa fazer isso foi o fim da produção do Jeep.

Características mecânicas

Diversas escolhas foram feitas para que o modelo se tornasse um utilitário realmente para todos os gostos. A tração traseira, por exemplo, podia ser acionada diretamente pelos motoristas através de uma simples caixa de transferência. Este era um equipamento que ocupava o lugar destinado às engrenagens da quinta marcha.

O motor da picape Pampa era um CHT de 1600 cm³ possuía 75 CV a álcool e 73 CV a gasolina, respectivamente fazendo com que a Pampa chegasse a uma velocidade máxima de 145 km/h e 140 km/h. O modelo tinha um tanque auxiliar, uma vez que o modelo não conseguia ter uma grande autonomia apenas com o combustível que era colocado no seu tanque principal.

Dentre as principais críticas que a Pampa recebia estava justamente quando o modelo tinha que percorrer estradas com pisos de baixa aderência, uma vez que o 4x4 era limitado nesta situações, bem como quando o carro percorria apenas uma linha reta ou ainda quando ele andava em uma velocidade abaixo dos 60 km/h.

Acesse sua conta

Vá mais rápido usando sua conta predileta:

    Usar o Google


Ou acesse com seu e-mail cadastrado:


Usuário novo: Criar uma Conta


Lojistas e Concessionários, acesse Central do Revendedor