Mercedes-Benz Classe A a venda

Mercedes-Benz Classe A 160 Elegance
  • 1999/1999 •
  • 81.215 km
  • • Cinza
R$ 15.000
Rafael
São José dos Campos (SP)
Mercedes-Benz Classe A 160 Elegance
  • 1999/1999 •
  • 180 km
  • • Azul
R$ 10.500
Eduardo
Mauá (SP)
Mercedes-Benz Classe A 190 Elegance 1.9 (aut)
  • 2003/2003 •
  • 200 km
  • • Prata
R$ 20.000
Giovana
Recife (PE)
Mercedes-Benz Classe A 160
  • 2005/2005 •
  • 168.000 km
  • • Preto
R$ 14.500
Aparecido
Campinas (SP)
Mercedes-Benz Classe A 160 Classic 1.6
  • 1999/1999 •
  • 193.000 km
  • • Prata
R$ 10.500
Adriana
São Paulo (SP)
Mercedes-Benz Classe A 160 Class 1.6
  • 2002/2002 •
  • 140.000 km
  • • Prata
R$ 12.500
Fabio
Florianópolis (SC)
Mercedes-Benz Classe A 160 Class 1.6
  • 2002/2003 •
  • 84.000 km
  • • Preto
R$ 12.000
Rogério
Divinópolis (MG)
Mercedes-Benz Classe A 160 Classic 1.6
  • 2001/2001 •
  • 101.000 km
  • • Azul
R$ 7.500
Mauro
São Paulo (SP)
Mercedes-Benz Classe A 160 Class 1.6
  • 2005/2005 •
  • 195.000 km
  • • Cinza
R$ 14.000
Wagner
Ivoti (RS)
Mercedes-Benz Classe A 160
  • 2001/2002 •
  • 139.521 km
  • • Cinza
R$ 11.500
Greici
Caxias do Sul (RS)
Mercedes-Benz Classe A 160 Class 1.6
  • 2004/2005 •
  • 121.000 km
  • • Azul
R$ 15.500
Joao
Domingos Martins (ES)

Mercedes-Benz Classe A novo ou usado

O Classe A é um dos carros mais conhecidos da Mercedes-Benz, lançado em diversos países, inclusive o Brasil. O modelo acabou se tornando uma verdadeira referência para a produção de carros no Brasil, uma vez que acabou trazendo para o mercado um design e uma qualidade de produção que ficava acima da média.

O modelo teve a sua produção nacional iniciada no ao de 1999, sendo que o carro teria sido apresentado apenas dois anos antes, em 1997. A empresa acabou escolhendo um dos maiores eventos do segmento automobilístico para apresentar o carro, o Salão de Genebra. O projeto era considerado bastante audacioso não apenas para o segmento, mas também dentro da própria montadora.

Evolução

A proposta inicial deste carro era oferecer uma opção diferenciada para um público urbano, com uma carroceria monovolume de apenas 3,57 metros e comprimento, além de tração dianteira e também motor transversal. O carro era considerado como um modelo mais evoluído do que grande parte dos seus concorrentes.

O carro chegava com uma série de inovações técnicas e tecnológicas, e a mecânica do carro acabava se destacando especialmente pela construção no estilo sanduiche, que apresentava o motor inclinado a 59 graus que era realmente diferente do que se via por aqui na mesma época.

O espaço interno era considerado bastante interessante quando comparado com os concorrentes, especialmente na parte de trás, com o porta malas que tinha capacidade de 390 litros, mas que poderia chegar até 1340 litros caso os bancos de trás fossem rebaixados. Também era possível retirar o banco da frente, aumentando o espaço total para 1740 litros.

Em relação ao motor, o carro era disponibilizado em versões de 1,3, 1,6 e 1,9 litro.

Recepção e vendas no Brasil

Quando o modelo foi lançado no mercado brasileiro a expectativa era de que o carro conseguisse atingir um amplo número de consumidores, mas o que aconteceu foi que o carro acabou ficando com um preço mais elevado do que a grande maioria dos seus concorrentes, fazendo com que as vendas fossem difíceis.

Outros modelos

Com o passar dos anos o Classe A foi ganhando versões e linhas especiais, sendo que alguns acabaram ganhando até mesmo um novo nome. Foi o caso da versão Classic Spirit, que foi lançada no ano de 2001 e que era considerada como o terceiro modelo para o Classe A. Este modelo foi lançado em duas fases, com leves alterações nos itens e também na sua mecânica.

Ordenar resultados

Acesse sua conta

Vá mais rápido usando sua rede social favorita:

    Usar o Google+


Ou acesse com seu e-mail:


Não tem cadastro? Crie uma Conta gratuitamente


Lojistas e Concessionários, acesse Central do Revendedor