Peugeot 307 a venda

Peugeot 307 Hatch. Presence 1.6 16V
  • 2004/2004 •
  • 98 km
  • • Preto
R$ 17.800
Cascavel (PR)
Peugeot 307 Hatch. Presence 1.6 16V (flex)
  • 2008/2009 •
  • 10 km
  • • Prata
R$ 23.500
Umuarama (PR)
Peugeot 307 Hatch. 1.6 16v Millesim 200 (Flex)
  • 2011/2011 •
  • 87.500 km
  • • Preto
R$ 25.000
Viviane
Canoas (RS)
Peugeot 307 Hatch. Feline 2.0 16V (aut)
  • 2005/2006 •
  • 125.000 km
  • • Preto
R$ 12.000
Ruan
Itaboraí (RJ)
Peugeot 307 Hatch. Presence Pack 2.0 16V (aut) (flex)
  • 2010/2010 •
  • 73.141 km
  • • Vermelho
R$ 23.000
Carlos
Nilópolis (RJ)
Peugeot 307 Hatch. Presence Pack 1.6 16V (flex)
  • 2004/2004 •
  • 169 km
  • • Prata
R$ 13.500
Cascavel (PR)
R$ 30.900
Cascavel (PR)
Peugeot 307 Hatch. Feline 2.0 16V (aut)
  • 2007/2008 •
  • 200.000 km
  • • Preto
R$ 17.500
Mirela
Valinhos (SP)
Peugeot 307 Hatch. Griffe 2.0 16V (aut)
  • 2007/2007 •
  • 90.000 km
  • • Prata
R$ 19.500
Walter
Juiz de Fora (MG)
Peugeot 307 Hatch. Presence 1.6 16V (flex)
  • 2008/2008 •
  • 162 km
  • • Prata
R$ 21.900
Arapongas (PR)
Peugeot 307 Hatch. Presence Pack 2.0 16V (aut) (flex)
  • 2010/2011 •
  • 64.000 km
  • • Preto
R$ 23.990
André
Vargem Grande Paulista (SP)
Peugeot 307 Hatch. Presence 1.6 16V (flex)
  • 2007/2007 •
  • 48.000 km
  • • Preto
R$ 19.000
Marcos
Rio de Janeiro (RJ)

Peugeot 307 novo ou usado

O modelo 307 lançado pela Peugeot chegou como sendo a evolução do modelo 306, que foi originalmente lançado no ano de 1993. Mas o carro acabou fracassando na sua estratégia, e o modelo acabou não durando muito tempo nas concessionárias brasileiras. O carro chegou por aqui no ano de 2002, pouco mais de um ano depois que o modelo foi lançado na França.

Na ocasião do seu lançamento, o carro era importado da França. Em relação ao seu design, o modelo acabou ficando muito parecido com o 207 que era vendido por aqui na mesma época do seu lançamento, mas com um ganho em relação ao seu tamanho.

Algumas das principais características que acabaram chamando a atenção dos consumidores deste carro foi o teto bastante alto e também uma grande área envidraçada, que era maior do que a grande maioria dos carros que eram vendidos dentro do mesmo segmento. O modelo parecia, em algumas partes, como uma espécie de minivan.

Problemas motores

Em relação ao seu design e também com os itens que eram vendidos no modelo, o 306 poderia disputar mercado com as outras opções do segmento. Mas um dos principais problemas apontados pela critica especializada e também pelos usuários eu se arriscaram na compra foi o motor.

As primeiras unidades do 306 chegaram por aqui com motor 1.6 16v de 110 cv, sendo que era este o mesmo motor adotado pelo 206. O propulsor acabou não sendo devidamente ajustado para levar este carro maior e mais pesado adiante. Com isso, o desempenho do veículo ficava bem aquém do esperado. E como o motor precisava trabalhar mais, o carro também acabava consumindo muito mais gasolina do que seus concorrentes.

Novidades

A Peugeot fez novas tentativas com o 306, na expectativa que ele conseguisse se tornar melhor recebido no mercado. No ano de 203 a montadora francesa lançou oficialmente por aqui o 307 SW, cujo grande atrativo era um enorme teto de vidro. Neste mesmo ano o 307 passou a contar com uma versão .0 16v de 138 cv.

No ano seguinte o 307 deixou de ser importado da França, de onde ainda estava sendo trazido, e começou a ser importado da Argentina. Mas ao invés de ficar mais barato, o modelo acabou ficando ainda mais caro para os brasileiros. Nos anos seguintes foram lançadas algumas novas versões, mas nada impediu que o modelo tivesse o seu fim decretado a partir de 2011 na América do Sul e 2014 na China.

Ordenar resultados

Acesse sua conta

Vá mais rápido usando sua rede social favorita:

    Usar o Google+


Ou acesse com seu e-mail:


Não tem cadastro? Crie uma Conta gratuitamente


Lojistas e Concessionários, acesse Central do Revendedor